Atitudes que farão o bebê amar frutas e verduras

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Veja quais atitudes dos pais farão o bebê gostar de frutas, verduras e legumes

É essencial que o bebê aprenda a gostar de frutas, legumes e verduras desde os seis meses de vida, quando passa a comer outros alimentos além do leite materno. A seguir, veja as atitudes dos pais que farão o bebê amar as frutas, verduras e legumes:

Tenha bons hábitos alimentares

Cadastre-se

Algumas ações valem mais do que mil palavras! Afinal, o que adianta insistir para que seu bebê coma frutas e verduras, enquanto você ou o pai do pequeno devoram um hambúrguer? Ver os pais comerem os alimentos saudáveis com prazer certamente estimula o bebê a querer provar essas comidas também.

A alimentação saudável da mãe é ainda mais importante. “A formação do paladar se inicia durante a gestação, quando moléculas de sabor da alimentação da mamãe são transmitidas ao bebê pela placenta, esse processo será reforçado durante a amamentação através do leite materno que também carrega moléculas de sabor, por isso, mães com bons hábitos alimentares tendem a ter menos dificuldade na introdução alimentar do bebê”, explica a nutricionista Ana Laura Rodrigues Bordinhão, mestre em oncologia pelo Hospital de Câncer de Barretos (HCB).

Leve o bebê ao hortifrúti ou feiras

Uma ótima dica para fazer o bebê amar frutas e verduras é leva-lo a feiras ou a mercados onde há somente hortifrúti. “Bebês ficam encantados com a variedade de cores e quantidades de frutas disponíveis nesses locais e o apelo visual irá despertar grande interesse”, diz Ana Laura Bordinhão.

Persista

Cada um dos alimentos saudáveis que você irá oferecer ao seu bebê deve ser dado de 10 a 15 vezes em dias diferentes antes de considerar que o pequeno não gostou. “Isso porque na introdução alimentar, a recusa pode fazer parte do processo e fatores externos podem influenciar na aceitação, por isso persistir oferecendo é fundamental para o sucesso dos bons hábitos e para que de fato ele possa gostar das frutas”, afirma Ana Laura Bordinhão.

Varie nas frutas, verduras e legumes oferecidos

Variar as frutas, verduras e legumes oferecidos é fundamental. Isto irá habituar o bebê a diferentes sabores e texturas. “Também irá evitar a manifestação de alergias alimentares que são muito comuns quando há exposição repetida, sem intercalar, ao longo do tempo”, conta Ana Laura Bordinhão.

Evite o açúcar e outros adoçantes

Oferecer alimentos ricos em açúcar ou adicionar açúcar e outros adoçantes nas frutas pode desestimular o bebê a se interessar pelas frutas in natura. “O paladar do bebê é como uma página em branco, aquilo que oferecemos irá aos poucos construindo suas preferências alimentares”, observa Ana Laura Bordinhão.

O alimento deve sempre ser ofertado da forma mais natural possível, evitando adição de substâncias que mascarem o sabor. “É necessário que o bebê consiga desenvolver, aprimorar e se habituar com os sabores azedos, amargos e levemente adocicados presentes nas frutas”, destaca Ana Laura Bordinhão.

Alimentos ricos em açúcar, como chocolate e bolos, só devem ser oferecidos após os dois anos de vida do bebê, fase em que o pequeno já experimentou e aprendeu a gostar dos alimentos saudáveis. Mesmo assim, é essencial sempre oferecer os doces em pequenas quantidades.

Não adicione temperos prontos e muito sal

A papinha deve conter temperos naturais como salsinha, cebolinha, alho, açafrão, manjericão, hortelã e outros. “Mas devemos nos lembrar que a papinha não precisa estar necessariamente adequada ao nosso paladar de adulto, todos os temperos devem ser usados com moderação, pois bebês terão uma maior percepção de sabor do que nós, sabores suaves são facilmente notados”, conta Ana Laura Bordinhão.

O sal pode mascarar as sutilezas de sabores do alimento e isso tornará aos poucos as verduras e legumes menos atraentes ao paladar dos pequenos. “Quanto menos interferimos no sabor natural dos alimentos, melhor será a aceitação dos sabores frescos de legumes e verduras”, afirma Ana Laura Bordinhão.

Quantidades

Saiba que a recomendação dos 6 aos 12 meses do bebê é oferecer três porções de verduras e legumes e três porções de frutas. Veja quais alimentos oferecer ao bebê aqui.

Veja os alimentos saudáveis que o bebê ainda não pode comer aqui.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários