Bebê que prefere um seio: saiba o que fazer

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Alguns bebês preferem mamar em um seio do que em outro, entenda as causas e o que fazer quando o bebê prefere um seio

Alguns bebês podem preferir mamar em um seio do que em outro e isto ocorre por diversos motivos. “Às vezes mesmo as mamas sendo muito parecidas, não são totalmente iguais e pode haver diferença na quantidade de leite em uma mama em relação à outra. A posição ao segurar o bebê pra mamar, a forma do mamilo e a preferência da criança por um lado podem ser algumas causas”, conta o pediatra Roberto Isler, membro da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul e consultor internacional em lactação certificado pelo Internation Board of Lactation Consultant Examiners.

A própria vascularização da mama pode interferir na produção de leite.  “A mama esquerda recebe um ramo da mamária que é mais próximo da aorta então o fluxo de sangue poderia ser maior e causar uma variação na produção de leite”, conta Roberto Isler. Assim, a mama esquerda pode produzir mais leite. Essas observações valem para mamas que não passaram por intervenção cirúrgica.

Cadastre-se

É grave?

É importante deixar claro para as mães que mamar em apenas um seio não vai interferir na nutrição do bebê. O bebê pode viver bem e ter o aleitamento exclusivo até os seis meses mamando em apenas um seio.

O que pode ocorrer quando o bebê prefere mamar em um seio do que em outro é que diminua a produção do leite no seio que não está amamentando tanto. Pode ocorrer também uma diferença nos tamanhos das mamas, sendo que o seio que amamenta ficaria um pouco maior do que um outro. “Mas calma isso é normal, depois que a criança desmamar a mama vai involuir e voltar a ter o tamanho bem parecido”, conta Roberto Isler.

Como estimular o bebê a mamar o outro seio

Para estimular o bebê a mamar o outro seio uma boa estratégia é não esperar a criança ficar muito faminta. “Porque se a criança está acostumada com um fluxo grande de leite vai ficar irritada se estiver com muita fome e receber um fluxo de leite menor”, afirma Roberto Isler.

Outra opção é dar uma mamada mais curta na mama que produz mais leite, apenas para acalmar um pouco a fome, e depois passar para outro seio. “É importante encontrar uma maneira da criança sugar para estimular a saída de leite”, diz Roberto Isler.

Diante de problemas em um dos seios, devo oferecer apenas o outro?

Quando a mãe tem mastite, a orientação é continuar oferecendo o seio com o problema ao bebê. Isto irá ajudar a aliviar o desconforto. Mas também é importante que a mãe procure um médico e realize um tratamento.

Caso a mãe tenha fissuras no mamilo, problema que geralmente ocorre devido à pega errada, é interessante que a mãe evite amamentar com o seio machucado para poupá-lo. Também não é orientado que a mãe coloque os protetores de seio. “Isto porque cada vez que tirar o protetor irá desfazer a casquinha que estava se formando. É importante deixar a mama bem arejada”, orienta Roberto Isler.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários