Mastite: entenda o que é, tratamento e mais

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Entenda este problema que ocorre nas mulheres que amamentam

A mastite é uma inflamação das glândulas mamárias que pode ocorrer em mulheres que estão em aleitamento materno. “O principal fator de risco para mastite puerperal é a estase láctea, ou seja, a permanência de leite represado em um dos ductos mamários por tempo prolongado. Outro importante fator de risco são as fissuras do mamilo, que favorecem a invasão de bactérias da pele para dentro do tecido mamário. Fissura que ocorre por uma pega inadequada”, explica a pediatra Roseli Kripka, da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul.

Portanto, a melhor forma de prevenir a mastite é por meio de uma técnica correta de aleitamento.  “O que irá proporcionar o esvaziamento das mamas em cada mamada e sem lesões mamilares, que são a porta de entrada das bactérias”, explica Kripka. Saiba como amamentar corretamente, nesta outra reportagem do portal BebêMamãe.com.

Cadastre-se

Sintomas

Alguns sintomas da mastite são mamas com áreas vermelhas, doloridas e inchadas. A mulher também pode apresentar febre, calafrios e cansaço generalizado.

Tratamento

O tratamento da mastite na maioria dos casos é apenas o esvaziamento correto das mamas. “Em algumas situações é necessário o uso de antibióticos receitados pelo ginecologista obstetra”, conta Kripka.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários