Transformações incríveis que ocorrem no corpo da mãe que amamenta

Por: Bruna Romanini

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Foto: Reprodução

Veja quais são as mudanças impressionantes que acontecem no corpo da mãe durante a amamentação

Quando está amamentando, o corpo da mãe passa por uma série de transformações  muito interessantes e que muitas vezes não são mencionadas. A seguir, te contamos quais são essas mudanças. Confira:

  • Mudança nos seus ossos

Durante o período da amamentação, os ossos das mamães passam por uma mudança curiosa. Ocorre que a mulher perde de 3 a 5% de sua massa óssea durante a amamentação. Isso ocorre porque o cálcio que a mãe perde é usado para suprir parte das necessidades do bebê por esse nutriente. Mas fique tranquila, quando a mulher para de amamentar ela recupera a massa óssea que perdeu em até seis meses.


Cadastre-se

Durante a amamentação você pode ter alguns cuidados para manter uma boa quantidade de cálcio em seu organismo. O primeiro deles é ingerir alimentos ricos em cálcio, como leite, iogurte e outros derivados. As verduras verdes escuras, como a couve e o espinafre, também são ótimas fontes de cálcio.

Outro cuidado importante é praticar atividades físicas leves assim que o seu médico te liberar para isso.

  • Menstruação maluca

Durante a amamentação a sua menstruação pode ficar bem diferente do que era antes da gravidez, especialmente no caso das mães que amamentam exclusivamente. É normal uma mulher que amamenta ficar até um ano após o parto sem menstruar. Caso a mulher fique mais de um ano sem menstruar é importante entrar em contato com o médico.

Conforme o bebê passa a mamar com menos frequência, as chances da menstruação retornar aumentam. É possível que no início a mulher apresente apenas algumas manchinhas de sangue que surgem de forma irregular.

Além disso, saiba que algumas mulheres podem ter coágulos de sangue em primeiras menstruações após o parto. Isto geralmente não é motivo para preocupação e pode ocorrer como um sinal de que seu corpo está se recuperando após o parto.

Também pode ocorrer entre as mães que amamentam das primeiras menstruações serem irregulares e com um fluxo menor ou maior do que antes. A mulher pode até ficar um mês ou outro sem menstruar e tudo isto é normal. Porém, se a irregularidade na menstruação persistir por um período de tempo maior é importante falar com o ginecologista.

  • Emagrecimento

Amamentar queima MUITAS calorias. Estima-se que uma mulher queima entre 200 e 500 calorias por dia com a amamentação. Para gastar todas essas calorias, uma pessoa que não amamenta precisaria andar de bicicleta na subida por uma hora por dia ou nadar por cerca de uma hora.

Uma pesquisa da Universidade de Cambridge na Inglaterra também descobriu que as mães que amamentam por seis meses ou mais emagrecem em média 1.38 kg a mais do que as mães que não amamentam! A pesquisa contou com a participação de 14 mil mães.

  • Menos chances de engravidar

De fato, ao amamentar pode ocorrer uma redução na fertilidade. Porém, isto não é um motivo para evitar métodos contraceptivos, pois a mulher que amamenta ainda pode ovular e a ovulação ocorre duas semanas antes da menstruação. Então, sua menstruação pode ainda não ter retornado, mas você já está fértil. Confira métodos contraceptivos para a mulher que amamenta aqui.

  • Útero de volta ao tamanho normal

Durante a amamentação é liberado no organismo da mãe um hormônio chamado ocitocina, este hormônio não só contribui para a melhor produção de leite materno, como também faz com que o útero se contraia. Isto é muito importante para que o útero retorne mais rapidamente ao tamanho que tinha antes da gravidez e também irá reduzir o risco da mãe ter uma hemorragia nos dias após o parto.

Fontes consultadas:

Serviço Nacional de Saúde do Governo do Reino Unido

Instituto Nacional de Saúde do Governo dos Estados Unidos

La Leche League International

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários