Veja como a boca do seu bebê é feita para ajudar na amamentação

Por: Bruna Romanini

Foto: Reprodução Youtube

Entenda como a boca, o rosto e o pescoço do seu bebê são feitos para ajudar na amamentação

Que a amamentação proporciona uma série de benefícios para o bebê, isto toda a mãe já está cansada de saber. Porém, você sabia que há muitas características do corpinho do seu bebê que existem para ajudá-lo a conseguir mamar?

Sabe aquela fofa bochecha do seu bebê? Pois é, ela existe para que o pequeno consiga mamar! Confira a seguir, um vídeo muito interessante que mostra exatamente como a boca, rosto e região do pescoço do bebê são feitas para que o pequeno consiga ter sucesso na amamentação.

Cadastre-se

Infelizmente, o vídeo está em inglês, então, nós traduzimos o que é dito no vídeo logo abaixo e depois é possível assistir o vídeo:

“A amamentação proporciona muitos benefícios para o bebê, oferecendo diversos nutrientes, ajudando a protege-lo de doenças e infecções e possivelmente ajudando no desenvolvimento do cérebro! Muitas das características físicas do seu bebê existem para ajudá-lo a conseguir mamar!

A amamentação exige que ocorra o maior contato possível entre a língua e mandíbula do bebê e o seio da mãe. Para maximizar este contato, a língua do bebê é maior do que o restante de sua boca, quando comparado a um adulto (você pode ver isso a partir de 00:25 do vídeo).

Além disso, as bochechas do bebê contam com bastante gordura, muito mais do que o adulto, e isto é importante porque ajuda a manter a língua na posição correta enquanto o pequeno mama. (Você pode ver isso a partir de 00:32 do vídeo)

A gordura extra nas bochechas também aumenta o tamanho da boca do bebê. Se essa gordura não existisse as bochechas iriam ficar caídas e o tamanho da boca diminuiria, fazendo com que o bebê não conseguisse criar a pressão negativa necessária para sugar o leite do seio (como você pode ver no momento 00:40 do vídeo abaixo).

As vias áreas superiores do bebê, por onde o ar entra e sai dos pulmões, também apoiam a amamentação. As vias aéreas superiores do bebê são muito curtas, e a epiglote, que evita que a comida chegue até os pulmões, toca o tecido mole da parte de trás do céu da boca e assim contribui ainda mais para evitar que o leite chegue aos pulmões (você pode ver isto a partir do momento 1:01 do vídeo). Este processo também força o bebê a estender o pescoço, o que máxima o contato do bebê com o seio.

Confira o vídeo:

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários