Choro estridente do bebê pode estar ligado à problema de saúde

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Últimas pesquisas apontam que o choro muito estridente do bebê pode ser sinal de problema neurológico

Uma pesquisa publicada na revista científica Journal Mental Retardation and Developmental Disabilities descobriu que pode existir um problema de saúde por trás do choro muito estridente do bebê.

De acordo com os pesquisadores, quando o bebê tem frequentemente um choro muito estridente, ou seja, mais estridente do que os demais bebês, pode ser um sinal de problema neurológico. “O choro tem um potencial enorme para diagnosticar problemas de saúde. O choro muito estridente pode ser um dos primeiros sinais de que algo está errado com o bebê e diante dele é importante entrar em contato com o pediatra para que ele avalie se há necessidade de exames neurológicos”, disse a autora do estudo Linda LaGasse, pesquisadora da Brown Medical School.

Cadastre-se

Outro estudo, este publicado na revista científica Biology Letters, descobriu que o choro muito estridente pode ser um reflexo de baixa atividade do nervo vago, que vai do tronco cerebral até o abdômen. Uma das funções do nervo vago é diminuir a tensão das cordas vogais, evitando então que o choro fique estridente.

A pesquisa também apontou que o choro estridente é mais comum em bebês prematuros, pois eles têm maiores chances de não ter o nervo vagal bem desenvolvido.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários