Comportamentos estranhos dos bebês e suas causas

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Entenda por que o bebê tem alguns comportamentos tão estranhos e se eles são normais

É normal o bebê tocar os genitais? E ficar tremendo? Veja as respostas e entenda por que o bebê tem esses e outros comportamentos estranhos, a seguir:

Reflexos estranhos do bebê

Cadastre-se

No início da vida, o bebê não tem consciência corporal, somente reflexos. “O bebê vai adquirir controle de seus movimentos com o tempo”, conta o pediatra Moises Chencinski, membro do Departamento de Pediatria Ambulatorial e Cuidados Primários da Sociedade de Pediatria de São Paulo.  Assim, o bebê é capaz de, através de um reflexo de preensão palmar (encostando algo na mão dele, ele fecha a mão segurando) segurar os cabelos dele, puxar, doer, chorar e ele não larga porque não sabe que é a mão dele, puxando os cabelos dele que causa essa dor.

Outro reflexo curioso é o de busca, que funciona da seguinte maneira: Quando a bochecha do bebê é tocada ou roçada, ele vai se voltar para essa direção com a boca aberta em busca de comida. Este reflexo permite que o recém-nascido encontre o mamilo e mame.

O bebê também tem o reflexo de Moro, em que abre os braços quando não estão sendo apoiados. Por fim, há o reflexo da marcha automática, isto é, sempre que o bebê for segurado sobre alguma superfície, vai realizar os movimentos de locomoção.

Fica tremendo

Seu bebê começou a tremer? Primeiro fique calma e saiba que em algumas fases os temores são parte do desenvolvimento neurológico do bebê. “Porém, em outras podem representar sinal de alguma patologia, como hipoglicemia, hipocalcemia, problemas neurológicos e outros. Em dúvida? Consulte o pediatra”, orienta Moises Chencinski.

Tocar os genitais

Quando um bebê coça o nariz ou a orelha ou chupa um dedo, os pais ficam preocupados pelas questões de alergias, dentição. “Mas quando um bebê toca seus genitais, a sexualidade é a primeira preocupação dos pais, por não estarem habituados a diferenciar sexualidade de erotismo sexual. Conhecer seus genitais faz tanto parte do desenvolvimento da criança quanto conhecer novas sensações térmicas pela pele, novos paladares, cheiros, entre outros”, explica Moises Chencinski.

O bebê fica soluçando

O soluço nos bebês costuma acontecer em duas situações principais: no frio, banho, tou roca de roupas, por exemplo, ou logo após a mamada, estímulo de um nervo pela distensão abdominal pela barriguinha cheia. “Aquecer o bebê e colocá-lo para mamar mais um pouquinho ajuda a resolver o soluço. Se não resolver ou se for muito constante pode ser sinal de algum problema e aí converse com seu pediatra”, conta Moises Chencinski.  Saiba mais sobre soluços do bebê aqui. 

Esquecer um aprendizado

Seu bebê havia aprendido algo e de repente parece que ele se esqueceu? Calma, isto é normal. “Temos que conhecer melhor o desenvolvimento do bebê. Sim, há atitudes que ele toma, parecendo até que aprendeu, mas como não foi incorporado adequadamente ou por alguma outra questão, parece haver uma regressão”, afirma Moises Chencinski.

Saiba que algumas situações também podem impedir que o bebê tenha determinada conquista. “Se um bebê que está aprendendo a andar e está ‘quase lá’ e cai, ele pode ter medo de tentar novamente. Se as fraldas do bebê são retiradas antes do tempo, ele pode não só regredir no controle de esfíncteres com levar o caso para outros extremos e problemas, como prisão de ventre. Assim, é importante ter em mente que ANTES e MAIS para crianças, na maioria das vezes NÃO É MELHOR. É só ANTES e MAIS. Se é ANTES é porque não chegou a hora. Se é MAIS é porque passou da medida”, conclui Moises Chencinski.

Levantar e não conseguir sentar

Seu bebê levantou e não conseguiu voltar a sentar? “Isso não é muito comum não. Isso pode não ser natural e esteticamente bonito, muitas vezes ele cai mesmo, mas quando ele está em pé e se cansa ou quer sentar sele dobra as pernas e se senta, mesmo que um pouco desordenadamente e caia”, explica Moises Chencinski.

Veja mais

temperamento-dificil-bebe

Deixe uma resposta

Comentários