Uvas inteiras não devem ser dadas para os bebês, diz estudo

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Uvas inteiras são o terceiro alimento que mais faz os bebês e crianças pequenas engasgarem

Uma pesquisa publicada na revista científica Archives of Disease in Childhood alertou para os riscos de dar uvas inteiras para os bebês e crianças menores de 5 anos. Os pediatras autores do estudo afirma que as uvas são o terceiro alimento que mais faz os bebês e crianças pequenas engasgarem, atrás apenas da salsicha e de docinhos.

As crianças pequenas e bebês correm maior risco de engasgar com as uvas porque possuem vias aéreas pequenas, ao ponto de uma uva inteira poder obstrui-las completamente e fazer com que eles engasguem.

Cadastre-se

Diante deste risco das uvas, os pediatras alertam que os pais nunca deem uvas inteiras para os bebês ou crianças menores de cinco anos. Ao oferecer a uva para os pequenos a orientação é cortá-la em quatro pedaços e só deixar o bebê comer as uvas quando um adulto estiver supervisionando. A mesma orientação vale para outras frutas e legumes pequenos, como o tomatinho cereja.

Os pediatras autores do estudo também defendem que a embalagem destes alimentos venha com um alerta sobre o possível risco deles fazerem os bebês e crianças engasgarem.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários