Pais que se distraem muito com celular podem prejudicar seus bebês

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Segundo estudo, checar constantemente o seu celular e outras tecnologias pode afetar as emoções dos bebês

Que o celular e outras tecnologias podem chamar, e muito, a nossa atenção, você já sabia. Porém, desta vez uma pesquisa publicada na revista científica Translational Psychiatry apontou que pais que se distraem muito com o celular e outras tecnologias podem acabar prejudicando o desenvolvimento de seus bebês, especialmente sua capacidade de processar o prazer.

A pesquisa foi realizada com ratos, mas as implicações, de acordo com os pesquisadores, podem ser relevantes na relação entre mães, pais e bebês.

Cadastre-se

O fato de que na adolescência os ratinhos que receberam menor atenção das mães quando bebês mostraram sinais de prazer comprometido sugere que deve haver um momento crítico na vida dos recém-nascidos em que eles precisam ser expostos a um determinado comportamento dos pais para que seu sistema nervoso se desenvolva adequadamente. Neste caso específico, a falta de atenção das ratas fez com que os filhos tivessem maior dificuldade em desenvolver conexões emocionais que os ajudariam a entender o prazer.

Segundo os pesquisadores, estas observações sugerem que para os seres humanos também deve haver um momento crítico na vida dos bebês em que eles precisam de pais em que possam confiar e que lhes proporcione uma atenção consistente para que assim consigam processar as emoções.

Isto significa saber, por exemplo, que em um determinado momento do dia ele irá comer, ou que os brinquedos vão aparecer e a mamãe vai brincar com eles. Se a mãe ou pai se distraem com uma chamada de celular ou um alerta de mensagem há uma quebra no padrão e o aprendizado fundamental que deveria acontecer, não ocorre.

Veja mais

loquio-sangramento-pos-parto
prefencial-mae-amamenta-lactente1
mulher-tiaguinho-gravida-chape

Deixe uma resposta

Comentários