Saltos mentais: as semanas em que o bebê fica mais difícil

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Os saltos mentais fazem com que o bebê tenha que lidar com uma série de mudanças e por isso ele fica mais irritado

Há 35 anos, Frans X. Plooij, cientista comportamental e diretor do Instituto Internacional de Estudos com Bebês da Holanda, e sua esposa, a psicóloga Hetty van de Rijt-Plooji, começaram a estudar o comportamento dos bebês.

Ao longo de décadas de análises, eles chegaram a algumas conclusões muito interessantes que publicaram no livro The Wonder Weeks, algo como “Semanas do Barulho” em tradução livre.

Cadastre-se

Após entrevistar centenas de mães e realizar muitas observações no comportamento dos bebês, os pesquisadores descobriram que existem algumas fases em que todos os bebês ficam mais difíceis. Ou seja, nestes momentos, os pequenos se irritam com maior facilidade, choram mais e ficam mais carentes.

De acordo com os pesquisadores, estas fases ocorrem porque os bebês passam pelos chamados “saltos mentais”. Os saltos mentais são momentos em que o bebê tem um desenvolvimento mental muito rápido. De repente, o cérebro do bebê percebe coisas que não era capaz de notar antes. Estas mudanças são tão grandes que para o bebê parece que todo o seu mundo ficou diferente de repente.

Ainda segundo os pesquisadores, diante de tantas mudanças, é natural que os bebês fiquem mais irritados, carentes e chorem com maior facilidade. Eles também afirmam que todos os bebês passam por esses saltos mentais mais ou menos com a mesma idade.

Tratam-se de 10 saltos mentais ao longo dos dois primeiros anos de vida. Estes saltos geralmente ocorrem com 5 (1 mês e 1 semana), 8 (2 meses), 12 (3 meses), 19 (4 meses e 3 semanas), 26 (6 meses e 2 semanas), 37 (9 meses e 1 semana), 46 (11 meses e duas semanas), 55 (13 meses e 3 semanas), 64 (16 meses) e 75 (18 meses e 3 semanas) semanas de vida. O início de cada salto mental pode variar uma ou duas semanas para mais ou para menos.

Segundo os pesquisadores, todos os bebês passam pelos saltos mentais. Porém, bebês que naturalmente são mais calmos, tendem a passar por essa fase de uma forma mais tranquila do que bebês que já são mais difíceis. Nesta fase, os bebês precisarão de maior atenção dos pais para conseguir lidar com as mudanças que estão ocorrendo.

Os primeiros três meses de vida são aqueles em que os saltos mentais são mais próximos uns dos outros. De modo que assim que o bebê começa a entender e conseguir lidar com as mudanças, surge outro salto mental e o pequeno precisa lidar com ainda mais transformações!

Apesar de difíceis de lidar, os pesquisadores deixam claro que esses saltos são essenciais para que o bebê se desenvolva bem. E o apoio dos pais é fundamental nestes momentos, por isso, tenha força e lembre-se: é só uma fase!

Fonte consultada:

Livro The Wonder Weeks

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários