Azia na gravidez: causas e dicas para aliviar

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Saiba como aliviar e entenda por que acontece a azia na gravidez

A azia na gravidez ocorre porque nesta fase ocorrem algumas mudanças no funcionamento do trato digestório da mulher. “A azia acontece basicamente por três motivos. Um deles é o aumento do refluxo gastresofágico, principalmente no final do 2º e 3º mês devido ao aumento do útero e, consequentemente, ao aumento da pressão intra-abdominal, o que facilita o refluxo dos alimentos do estômago para o esôfago”, explica o ginecologista obstetra Jurandir Piassi Passos, especialista em medicina fetal do Lavosier Medicina Diagnóstica.

O outro motivo é alteração do ph estomacal (diminuição da acidez) devido à ação dos hormônios relacionados à gestação, como a gastrina, que é produzida também pela placenta e leva à diminuição do ph estomacal, o que dificulta a digestão dos alimentos e predispõe a ocorrência da azia. O terceiro motivo ocorre devido ao aumento do tempo de esvaziamento do estômago, ou seja, o alimento fica mais tempo no estômago. “Trabalhos mostram que, na gestação, esse tempo de esvaziamento chega a ser de mais de 100 minutos quando comparado às mulheres não gestantes”, constata Passos.

Cadastre-se

Como diminuir a azia

Para diminuir o risco do refluxo, a mulher deve evitar se deitar logo após uma refeição. “Caso haja necessidade de se deitar devido a alguma complicação na gestação, ela deve manter o dorso elevado a pelo menos 30 graus para evitar o refluxo”, orienta Passos.

As refeições também devem ser fracionadas e as porções diminuídas. “O ideal é que a mulher faça seis refeições ao dia. Devemos reforçar que a sensação de saciedade não aparece antes de 20 minutos do início da refeição. Se a gestante come rápido e não mastiga os alimentos direito, ela pode comer além do necessário e dificultar a digestão, além de ganhar mais peso do que o esperado”, conta Passos.

Outra questão é não ingerir alimentos que possam piorar os sintomas, como molhos vermelhos, doces, chocolates e alimentos ricos em gordura, como frituras.

Quando a azia ocorre por diminuição do ph gástrico, o que acaba dificultando a digestão dos alimentos, a ingestão de alimentos mais cítricos, como suco de abacaxi, limão ou laranja junto às refeições podem ajudar a acidificar o estômago e facilitar a digestão. “Se a azia for por excesso de acidez, esses alimentos cítricos podem piorar os sintomas, aí eles devem ser evitados e substituídos por alimentos que diminuem o ph gástrico, como o leite. A ingestão de água também ajuda a diminuir a acidez, pois além de ser um pouco alcalina, a diluição do suco gástrico diminui a irritação causada pelo seu excesso. A hortelã, que pode ser colocada na água para dar sabor à mesma, também ajuda a diminuir a acidez estomacal”, afirma Passos.

Veja mais

maria-cecilia-rodolfo-coracao

Deixe uma resposta

Comentários