Consumo em excesso de açúcar na gravidez favorece hipertensão no bebê

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Entenda como a frutose, um tipo de açúcar, consumida na gravidez pode afetar toda a vida dos bebês

Um estudo realizado pela Sociedade para Medicina Materna-Fetal concluiu que o consumo em excesso de frutose, um tipo de açúcar, na gravidez favorece a hipertensão, a obesidade e a resistência à insulina (condição que leva ao diabetes) nos filhos. Estes malefícios foram observados na vida adulta dos filhos das gestantes que abusaram do açúcar.

A pesquisa é inicial e foi realizada em ratas, mas alerta para os riscos no abuso do consumo de açúcar na gestação. “Apesar de ter sido realizado em animais, este estudo é um indicador importante sobre como a alimentação da gestante pode vir a afetar até mesmo a vida adulta do filho”, diz o pesquisador Antonio Saad, responsável pelo estudo.

Cadastre-se

A frutose é um tipo de açúcar derivado das frutas. Ela está presente no açúcar de mesa, nos refrigerantes e xarope de milho, este último é muito utilizado pela indústria alimentícia.  Veja o cardápio ideal para as gestantes aqui. 

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários