Cuidados que a gestante precisa ter dentro de casa

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

É importante ter alguns cuidados especiais dentro de casa durante a gravidez, veja quais são

Existem alguns fatores dentro de casa que podem apresentar riscos para a gestante e para o feto. Veja quais são eles e os cuidados essenciais que as grávidas precisam ter quando estão em casa:

Escadas

Cadastre-se

É preciso que as gestantes tenham cuidados ao subir em escadas ou mesas para limpar algo. Isto porque a barriga da gestante muda o centro de equilíbrio, o que pode favorecer quedas.

Produtos de limpeza

É comum utilizar produtos químicos para a limpeza da casa. O problema é que há o risco destes produtos entrarem na corrente sanguínea da gestante, por meio da pele ou inalando, e atravessarem a placenta. Apesar de não existirem evidências de que estes produtos podem prejudicar o feto, é importante evitar que eles atinjam o pequeno em desenvolvimento.

Para evitar o contato do feto com esses produtos químicos, utilize sempre luvas de borracha quando for manipulá-los e ventile o ambiente para prevenir a inalação deles. Também vale a pena investir em produtos com baixo impacto ambiental, pois contam com menos substâncias químicas. Sempre que possível opte por produtos naturais para a limpeza da casa e se outra pessoa puder fazer isso por você, como seu companheiro, melhor.

Banhos quentes e de imersão

É importante evitar banhos muito quentes durante a gestação, especialmente de imersão, isto porque as gestantes normalmente têm a pressão um pouco mais baixa e isto pode levar a complicações nos casos de banhos muito quentes. “Elas podem passar mal e ter uma queda maior de pressão causando a sensação desmaio ou até mesmo ao desmaio em si”, alerta o ginecologista obstetra Fabiane Sabbag Corrêa, do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim.

Higiene dos alimentos em casa

É importante lavar os alimentos corretamente, alimentos higienizados de forma errada, especialmente os consumidos crus como alface e tomate, podem fazer com que a gestante tenha parasitose, toxoplasmose e salmonelose, sendo que o mais grave é a toxoplasmose. Também é importante ter isto em mente quando for comer fora e vale evitar comer saladas em restaurantes que não são de confiança.

Bichos de estimação

Animais de estimação podem transmitir algumas infecções prejudiciais ao feto. A toxoplasmose é transmitida por meio das fezes dos gatos. “Na verdade, o toxoplasma é um verme do gato e, como qualquer verme, o risco de contaminação está relacionado à ingestão de alimentos que podem conter essas larvas. Os gatos domésticos normalmente são saudáveis e, se recebem vermífugos e vacinas de forma correta, não precisam ser isolados da gestante ao longo da gravidez. As principais fontes de contágio são: frutas e verduras mal lavadas, carne malpassada e comer ovo com a gema mole”, explica o ginecologista obstetra Jurandir Piassi Passos, especialista em medicina fetal do Lavosier Medicina Diagnóstica.

Outros animais de estimação, como cachorros, passarinhos e tartarugas, podem carregar a bactéria da salmonela. Por isso, é importante sempre utilizar luvas de borracha ao manusear a caixa de areia do gato, a gaiola onde os pássaros são mantidos e ao limpar o cocô do cachorro.

Também é importante usar luvas de borracha quando for mexer em alguma planta ou na terra, pois há o risco de um animal ter defecado ali. Se possível peça para outra pessoa realizar estas tarefas.

Não escovar os dentes corretamente

É muito importante que a gestante escove bem os dentes e sempre após as principais refeições. “A gestante tem uma certa sensibilidade e uma queda na imunidade, por isso, todos os problemas podem ser agravados, inclusive em relação à saúde bucal”, constata Fabiane Sabbag Corrêa. A gengiva das gestantes também fica mais delicada e pode sangrar mais, por isso, é importante tomar cuidado ao fazer a higiene da região.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários