Depressão na gravidez: causas e tratamento

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Entenda por que a depressão na gravidez acontece e como agir

Ao contrário do que muitos acreditam, a depressão das mães não ocorre necessariamente no período pós-parto, a depressão na gravidez pode ocorrer. “Na verdade chamamos de depressão pós-parto de forma genérica, mas muitas depressões começam na gestação. Porém, o pico ainda é após o nascimento”, conta a psicóloga Vera Iaconelli, diretora do Instituto Brasileiro de Psicologia Perinatal – Gerar e doutora em psicologia pela Universidade de São Paulo.

É importante deixar claro que ter momentos de tristeza, abatimento ou dúvida durante a gestação não significam que a mãe está com depressão. “Porém, caso este sofrimento for intenso e se essa dor te impedir de levar a vida normalmente é preciso ficar atenta”, explica Iaconelli.

Cadastre-se

A depressão na gestação não está necessariamente relacionada com a gravidez não planejada ou desejada. “Alguém que planeja muito conta com o que tem conscientemente e não inconscientemente.  Toda a gestação tem um pouco de ambivalência, divide o ser humano, mulheres que querem muito uma gravidez podem se deprimir”, afirma Iaconelli.

Caso você suspeite que possa ter depressão é importante tomar algumas atitudes. “Recomendamos que a mulher não tenha vergonha de contar como se sente. Tente se comunicar com as pessoas próximas e o tratamento psicológico ou psiquiátrico que vai dizer se há necessidade de remédios”, diz Iaconelli.

Saiba como lidar com outros sentimentos na gravidez nesta outra reportagem do portal BebêMamãe.com .

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários