Hemorroidas na gravidez: causas, prevenção e tratamento

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Entenda por que hemorroidas na gravidez ocorrem, como prevenir e tratar

As hemorroidas na gravidez podem ocorrer com mais facilidade. “Isto ocorre por dois fatores principais: a constipação intestinal e o aumento da pressão venosa”, explica o ginecologista obstetra Jurandir Piassi Passos, especialista em medicina fetal do Lavosier Medicina Diagnóstica.

Com o crescimento do bebê e do útero, o peso exercido por eles na bacia da mulher, quando esta se encontra em posição ereta faz com que haja uma dificuldade maior do retorno do sangue das pernas e região da bacia, aumentando assim a pressão dentro das veias e facilitando sua dilatação. “É o mesmo mecanismo responsável pelo aparecimento ou piora das varizes dos membros inferiores durante a gravidez. Afinal, a hemorroida nada mais é do que um tipo de variz e, ao sofrer aumento da pressão vascular, ela se dilata e pode começar a aparecer como um pequeno nódulo na região anal da mulher. Esse aumento de volume, ocasionado pelo aumento da pressão venosa, associado ao esforço para evacuação, devido a um intestino preso, acabam sendo os fatores desencadeadores ou agravadores do quadro hemorroidário”, afirma Passos.

Cadastre-se

Como prevenir as hemorroidas  

Para prevenir as hemorroidas a mulher deve evitar a prisão de ventre. “O esforço para evacuar é talvez o principal fator de piora da hemorroida”, conta Passos. Para evitar a constipação invista em alimentos ricos em fibras, como frutas, especialmente com casca, vegetais e cereais integrais. Também procure beber muita água.

Tratamento das hemorroidas

Caso a gestante tenha hemorroidas, não se faz nada se ela for assintomática. “O problema ocorre quando a hemorroida inflama ou sofre um processo de trombose, que é muito dolorido e muitas vezes há necessidade do uso de medicações específicas anti-hemorroidárias. O problema maior é no final da gestação. As medicações, normalmente, contem anti-inflamatórios e essas drogas atuam na circulação fetal podendo interferir no bem-estar do bebê”, observa Passos.

Sempre que for necessário a utilização de medicação, o acompanhamento de um especialista se torna obrigatório. “Em casos extremos, a cirurgia para retirada da hemorroida pode ser realizada, mesmo durante o período gestacional”, diz Passos.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários