“Minha sogra descobriu sexo do bebê pelas minhas costas e contou pra todos”

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Veja o desabafo desta gestante sobre o que sua sogra aprontou com ela e com seu marido

Infelizmente, algumas vezes a relação com a sogra pode não ser nada fácil. E quando o bebê chega, tudo pode ficar ainda mais complicado, com a sogra querendo interferir na criação do pequeno. Mas no caso de uma grávida, a sogra conseguiu se superar. Uma mãe escreveu anonimamente para a revista britânica “Slate”. Ela contou que havia decidido com o marido não saber o sexo do bebê até o parto, porém sua sogra deu um jeito de descobrir o sexo e contou para a família INTEIRA. De modo a mãe descobriu que esperava uma menina porque recebeu mensagens de seus familiares a parabenizando pela menina que estava esperando! Veja o depoimento desta mãe a seguir:

“Durante meus seis anos de casamento com meu marido, que é um homem maravilhoso, eu tenho mantido uma relação cordial com a minha sogra. Agora eu estou grávida e meu filho será o primeiro neto da minha sogra. Meu marido e eu decidimos juntos que gostaríamos de saber o sexo do bebê só na hora do parto. Mas minha sogra não gostou nem um pouco da nossa decisão e estava MUITO ansiosa para saber o sexo do bebê. Eu tentei acalmá-la um pouco e até aceitei me consultar com o obstetra que ela tinha sugerido e também deixei que ela participasse de algumas consultas do pré-natal. Mas ela continuou falando toda hora sobre o sexo do bebê.

Cadastre-se

Meu médico e sua equipe sabiam da nossa decisão de não saber o sexo do bebê. E após um exame de ultrassom fiquei surpresa em ver que minha sogra estava mais tranquila, parou de perguntar sobre o sexo do bebê e não parava de sorrir.

Então, após alguns dias eu comecei a receber várias mensagens de familiares me parabenizando pela minha MENINA!! Minha sogra descobriu o sexo do bebê com a técnica de ultrassom, que era amiga dela, e contou para TODO MUNDO!

Eu fiquei MUITO BRAVA! Ameacei processar a clínica e troquei de obstetra. E minha sogra não está nem um pouco arrependida do que fez e ainda teve a coragem de me dizer de um jeito muito sórdido que “se eu ainda tivesse uma mãe eu não seria tão egoísta” (Eu perdi minha mãe aos 14 anos).

Eu não consigo nem colocar em palavras o quão magoada e traída eu estou me sentindo. Meu marido está ao meu lado e nós fizemos um plano de parto que não permite que ela entre durante o nascimento do bebê. Nós decidimos não contar a ninguém quando eu entrar em trabalho de parto e só vamos avisá-los quando eu já estiver em casa”.

Veja mais

maria-cecilia-rodolfo-coracao

Deixe uma resposta

Comentários