Cocô do bebê: conheça as muitas cores

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Confira quais as cores do cocô consideradas normais e quais podem indicar problemas de saúde

O cocô do seu bebê pode possuir muitas diferentes cores. Lembrando que os primeiros cocôs do bebê não são na verdade cocôs, mas sim mecônio.  “A primeira eliminação é de mecônio, que preenche o intestino no feto. É gelatinoso e escuro parecendo petróleo”, explica o pediatra e neonatologista Jorge Huberman.

Após isso, o cocô do seu pequeno pode ter diversas cores. Elas variam entre amarelo, marrom e até mesmo verde e tudo isso é completamente normal. O amarelo mostarda costuma ser uma das cores mais frequentes entre bebês que amamentam. Já para os bebês que consomem fórmula, o cocô amarelo bronzeado com pitadas de verde é um dos mais comuns.

Cadastre-se

Existem algumas cores de cocôs que merecem uma atenção especial:

Vermelho: esta cor pode significar que há sangue nas fezes do bebê, especialmente se o bebê não estiver consumindo nada com coloração vermelha, como uma beterraba. Diante do cocô vermelho é importante entrar em contato com o pediatra, pois pode ser sinal de problema. Saiba mais sobre sangue na fralda do bebê aqui.

Preto: cocô preto pode representar o sangue velho, isto porque o sangue pode passar de vermelho para preto durante o trânsito intestinal. Lembre-se que este cocô preto não se aplica ao mecônio, algo completamente normal entre os recém-nascidos.

Branco: o cocô branco é algo extremamente raro entre os bebês. Diante desta cor é essencial entrar em contato com o pediatra porque ela pode indicar problemas no fígado.

Saiba mais sobre o cocô do bebê aqui.

Fonte consultada: Academia Americana de Pediatria.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários