Cocô do bebê: saiba tudo sobre o assunto

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Saiba quais as cores normais do cocô do bebê e quando é preocupante

Quando é recém-nascido o primeiro cocô do bebê na verdade não é um cocô! “A primeira eliminação é de mecônio, que preenche o intestino no feto. É gelatinoso e escuro parecendo petróleo”, explica o pediatra e neonatologista Jorge Huberman.

Com o começo da amamentação, o cocô do bebê se torna amarelado ou esverdeado e líquido. “Aliás, quanto mais líquido melhor o leite materno. Lembre-se de que bebês amamentados no peito podem ter cocôs de muitas cores e todas elas serem normais. Se não houver outros sintomas diferentes junto, a cor em si não é motivo de preocupação. Infelizmente, não há regra geral para definir um cocô normal, e tudo vai depender da idade da criança, se ela mama no peito ou não, e se ela já come outro tipo de alimento.”, observa Jorge Huberman.

Cadastre-se

Ao longo do primeiro ano o cocô passa por várias mudanças. Contudo, as fezes brancas merecem maior atenção. “Pode haver algum problema e o pediatra deve avaliar. Podem ser problemas no fígado, pâncreas ou vesícula biliar. Fique atenta se apresentar diarreia ou disenteria (fezes com secreção) ou ter sangue misturado”, conta Jorge Huberman.

Veja o que fazer quando o bebê tem diarreia ou prisão de ventre. Saiba mais sobre as cores do cocô do bebê aqui. 

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários