“É cruel esse pouco tempo que dão de licença-maternidade”, desabafa Deborah Secco

Por: Bruna Romanini

Foto: Reprodução Instagram/ Globo

Atriz Deborah Secco falou sobre a dificuldade de deixar a filha Maria Flor em casa para ir trabalhar

O fim da licença-maternidade é um momento difícil para todas as mães. E não foi diferente para a atriz Deborah Secco, que estreou na nova temporada de Malhação recentemente. “Ainda choro para sair de casa. É muito difícil e cruel esse pouco tempo que dão de licença-maternidade. Justamente quando a criança começa a fazer tudo, como a querer falar e andar, você tem que voltar a trabalhar e delegar os cuidados. Fico com a cabeça em casa e a babá eletrônica o tempo todo ligada na minha bolsa, mas preciso entender que essa volta é pela e para a Maria. Tenho certeza de que ela vai saber disso no futuro”, desabafou Deborah Secco em entrevista ao portal Ego.

A atriz também contou em entrevista ao Ego que tenta ser a melhor mãe possível para Maria Flor. “Tento ser a mãe que gostaria de ser, mas nunca somos exatamente o que sonhamos. Queria ter mais tempo para ficar com a Maria, não queria precisar voltar a trabalhar agora, por exemplo. Mas tento sempre ser a melhor mãe que posso ser”, disse Deborah.

Cadastre-se

Deborah também disse que após se tornar mãe tem vivido o momento mais feliz de sua vida.  “Esse é o período mais feliz da minha vida, sem dúvida. Sempre tive uma carreira bem-sucedida e estável, mas nunca escondi de ninguém que minha carência era ali na parte da família. Hoje tenho uma realização pessoal que nunca tive. Antes ia trabalhar me apegando àquilo para suprir todas minhas carências externas. Agora o trabalho não tampa mais nenhum buraco, sabe? Tenho minha vida, minha filha, minha família, meu marido e meu trabalho”.

Veja mais

adriana-rodrigo-bebe

Deixe uma resposta

Comentários