“Encontrei fotos do meu bebê em sites de pedofilia”, conta mãe

Por: Bruna Romanini

Foto: Reprodução KUTV

As fotos dos filhos de Brittany Champagne vazaram mesmo com configurações de privacidade em sua conta no Facebook

Brittany Champagne é mãe de uma menina de 8 anos e de um bebê de 9 meses. Assim como muitas outras mães, ela compartilhava fotos do dia a dia com seus filhos em suas redes sociais, Facebook e Instagram. Porém, agora ela decidiu não divulgar mais nenhuma imagem.

Brittany tomou esta decisão após descobrir fotos de seus filhos em pelo menos onze sites de pedofilia. Uma noite ela estava navegando pelo Instagram quando viu um perfil falso com a foto de sua filha. “Eu cliquei e vi que junto com a foto da minha filha estava a descrição de que aquele era o perfil de uma menina de 11 anos, bissexual. Então, eu continuei pesquisando e descobri outras fotos da minha filha e do meu bebê em sites relacionado à pedofilia. No total, eu descobri 11 sites de pedofilia com imagens dos meus filhos”, contou Brittany em entrevista ao canal americano KUTV.

Cadastre-se

De acordo com Brittany, todas as fotos foram retiradas de seu perfil no Facebook, sendo que este perfil estava configurado para que as imagens fossem vistas apenas por amigos dela. As imagens também não tinham nada demais, apenas seus filhos realizando atividades cotidianas. “Sinto-me muito violada, já contatei a polícia e eles estão investigando o caso. Agora, eu estou tentando desfazer o máximo de danos que posso. Não sei dizer quanto tempo eu estava acordada desde a noite passada tentando retirar desses sites o maior número de fotos que posso”, disse Brittany.

Agora, Brittany decidiu não postar mais fotos de seus filhos nas redes sociais. “Jamais pensei que postar fotos de família nas redes sociais pudesse ter uma consequência tão terrível”, disse Brittany.

O policial Justin Hoyal, responsável pelo caso, disse ao canal americano 2News que o que houve com Brittany serve como um alerta para todos sobre os riscos de postar fotos nas redes sociais. “Uma vez que a imagem é postada, qualquer um pode chegar até ela”, disse Justin.

Como se proteger

Não pense que o caso de Brittany é algo isolado. Uma investigação feita pela Comissão Australiana de Seguranças das Crianças na Web descobriu que metade das fotos dos sites de pedofilia vem das redes sociais dos próprios pais. E são imagens das crianças realizando atividades cotidianas. Saiba mais sobre essa investigação aqui.

A seguir, veja algumas atitudes simples para proteger as fotos dos seus filhos nas redes sociais:

    • Ajuste as configurações de privacidade das suas redes sociais. Saiba que tanto o Facebook quanto o Instagram possuem configurações que só permitem que algumas pessoas, seus amigos ou seguidores, vejam as imagens que você posta;
    • Tenha apenas pessoas próximas e confiáveis como amigos ou seguidores nas redes sociais;
    • Converse com seus amigos e familiares sobre os cuidados importantes na hora de postar fotos do seu filho ou de outras crianças;
    • Não publique endereços de moradia, trabalho, creche ou outros nas redes sociais;
    • Caso tenha um blog ou algo parecido, evite publicar fotos do seu filho.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários