Como é o parto cesárea

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Saiba de que forma é feito o parto cesárea e muito mais

O parto cesárea é muito importante em alguns casos. “Quando bem indicado esta cirurgia salva diariamente as vidas de mães e bebês”, conta o ginecologista obstetra Sérgio Floriano Toledo, professor de obstetrícia da Faculdade de Ciências Médicas de Santos e diretor da Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo.

Caso seja uma cesárea agendada, a orientação dos médicos é que a mulher fique 8 horas de jejum de alimentos sólidos e leite e 4 horas em jejum de água antes da cirurgia. Porém, nos casos de cesáreas de emergência não há problemas se a mulher não tiver feito o jejum, o máximo que pode ocorrer é ela sentir um pouco de náusea durante a cirurgia.

Cadastre-se

A cesárea é basicamente um corte profundo realizado no abdômen por meio do qual o bebê será retirado. No procedimento a anestesia pode ser feita com a peridural, a raquianestesia ou o duplo bloqueio, uma combinação entre os dois anestésicos. Todos estes métodos são aplicados na região lombar. A raquianestesia é caracterizada por ter um efeito mais rápido, porém com duração menor. Enquanto a peridural demora mais tempo para agir, mas seu efeito é longo. Em todos os casos, a mulher não consegue mexer as pernas, mas está consciente.

Após a anestesia, é feita uma incisão na região conhecida como linha do biquíni, são cortadas oito camadas de tecido até chegar ao útero. Após isso, caso a bolsa ainda não tenha rompido, ela é estourada e o bebê é retirado.

A cesárea pode causar uma série de complicações para a mãe e o bebê, por isso ela só é recomendada em situações específicas. Saiba quando a cesárea é necessária nesta reportagem do portal BebêMamãe.com e conheça os riscos da cesárea agendada em outra reportagem do portal.

Veja mais

cesarea-medieval
sophie-charlotte

Deixe uma resposta

Comentários