Contato pele a pele com a mãe diminui risco de morte dos recém-nascidos

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

O famoso método canguru é especialmente benéfico nos casos de bebês que nasceram prematuros ou com baixo peso

Uma nova pesquisa publicada na revista científica Pediatrics descobriu que o contato contínuo pele a pele entre a mãe e o bebê, o método canguru, ajuda a diminuir o risco de morte dos bebês nos primeiros dias de vida, especialmente daqueles que nasceram com baixo peso ou prematuros.

O estudo apontou que o contato pele a pele diminuiu o risco de morte do bebê em um terço. O método canguru, que proporciona o contato pele a pele, tem se mostrado tão eficaz para a saúde e bem-estar da mãe e do bebê que passou a ser uma recomendação dos pediatras tanto para bebês prematuros e de baixo peso quanto para aqueles de peso normal. “O método canguru se mostrou uma prática benéfica para todas as mães e recém-nascidos”, diz a autora do estudo Grace Chan, da Universidade de Harvard, Estados Unidos.

Cadastre-se

As pesquisas também mostraram que o método canguru aumenta em 50% as chances da mãe conseguir amamentar exclusivamente ao sair do hospital. Outra pesquisa já havia apontado que o contato pele a pele diminui o estresse materno. Confira este estudo aqui.

Veja mais

adriana-rodrigo-bebe

Deixe uma resposta

Comentários