Atitudes que podem piorar as cólicas no bebê

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Veja os alimentos ingeridos pela mãe e as atitudes que favorecem as cólicas no bebê

Nos primeiros três meses de vida é normal seu bebê sentir cólicas. “As cólicas são atribuídas à associação de alguns fatores, entre eles a imaturidade dos sistemas gastrintestinal e nervoso central, que, entre outras funções, controla as contrações do intestino. Como o processo de formação e funcionamento desses mecanismos ainda não está completo, ocorrem movimentos intestinais descoordenados que acabam provocando as dores”, explica o pediatra e neonatologista Jorge Huberman.

Apesar de ser algo natural nos primeiros meses de vida do seu bebê, algumas atitudes dos pais podem torna-las ainda piores. A seguir, veja quais são elas:

Cadastre-se

A mãe que amamenta abusar do chá e café. Estas duas bebidas em excesso podem favorecer as cólicas no seu pequeno. Caso seu bebê tenha muitas cólicas, é válido eliminar estas bebidas por uns dias e ver como seu bebê reage;

A mãe que amamenta consumir leite e derivados, como queijos, iogurtes e outros. Existe a possibilidade do seu bebê desenvolver uma leve intolerância às proteínas presentes no leite e derivados e isto pode agravar as cólicas no pequeno. Converse com o pediatra do seu filho sobre a possibilidade de parar de consumir estes alimentos por uns dias para ver se as cólicas diminuem;

A mãe que amamenta consumir muita cebola e cenoura, estes alimentos tem mais chances de irritar o bebê. Converse com o pediatra do seu filho sobre a possibilidade de parar de consumir estes alimentos por uns dias para ver se as cólicas diminuem;

A mãe que amamenta consumir alimentos que favorecem gases no bebê. É o caso de alimentos picantes, vegetais da família das couves (couves, brócolis, couves-de-bruxelas, entre outros) e leguminosas (feijão, grão, fava, ervilha, entre outros). Converse com o pediatra do seu filho sobre a possibilidade de parar de consumir estes alimentos por uns dias para ver se as cólicas diminuem;

Alimentar demais o bebê. Isto pode fazer o pequeno sentir maior desconforto. Pode ser interessante tentar esperar pelo menos duas horas entre uma mamada e outra. Porém, caso seu bebê sinta fome antes disso ele deve ser amamentando;

Não colocar o bebê para arrotar. Fazer o pequeno arrotar após a mamada é essencial para a prevenção das cólicas;

Estimular demais o seu bebê pegando-o no colo e colocando de volta no berço continuamente. É melhor ficar com seu bebê em um ambiente mais escuro e segurando-o por um tempo no colo durante um episódio de choro;

Não prestar atenção à mamadeira. Quando seu bebê consome fórmula é importante optar pela mamadeira anti-refluxo isto porque este tipo de mamadeira evita o consumo excessivo de ar, o que por sua vez leva à cólicas.

Saiba mais sobre as cólicas do bebê aqui.

Fontes consultadas:

Academia Americana de Pediatria

Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários