Bebê quase morre devido ao Vírus Sincicial Respiratório e mãe alerta outros pais

Por: Bruna Romanini

Foto: Reprodução

Os sintomas do VSR podem ser facilmente confundidos com uma gripe, mas esta doença é muito mais grave

A pequena Scarlett, só está viva e se recuperando bem graças à sua mamãe Kande Hein. Ela notou que havia algo de muito errado com a suposta gripe que o médico havia dito que a pequena tinha contraído. “Minha filha parecia estar gripada fazia duas semanas e neste período, eu a levei ao médico duas vezes e nessas duas consultas ele me disse que minha filha estava gripada. Até que um dia eu notei que ela estava com maior dificuldade para respirar e meio molinha, o que ainda poderia ser indicativo de gripe, mas eu fiquei desconfiada e então tirei a temperatura dela e estava com 38 graus, então corri para o hospital”, conta Kande.

Ao chegar no hospital, os médicos imediatamente viram que havia algo errado e passaram a realizar uma série de exames. Foi então que eles descobriram que a princípio a pequena a pequena Scarlett de fato tinha uma gripe, mas depois ela contraiu o Vírus Sincicial Respiratório (VSR). Este vírus causa infecção nos pulmões e sistema respiratório e é muito comum em bebê. Para se ter uma ideia, de acordo a Clínica Mayo até os dois anos de idade a maioria dos bebês já foi infectada pelo VSR.

Cadastre-se

O VRS tem sintomas muito parecidos com o da gripe, porém em bebês ele pode ter consequências muito mais graves e às vezes fatais. “Minha filha ficou internada por 13 dias e foram os piores 13 dias da minha vida”, conta Kande.

Sintomas de VRS e como diferenciá-lo de gripe

Os sintomas de VRS de fato são muito semelhantes à uma gripe, como o nariz entupido, febre, dor de garganta, dor de cabeça e tosse seca. Porém, a maneira como o bebê está respirando é um ponto crucial para diferenciar a VSR de uma gripe. “Note a respiração do seu filho, se ele estiver respirando com muita força é sinal de VRS”, diz Kande. Então, fique atenta se seu filho apresentar uma respiração ofegante, com um ruído estridente especialmente quando o bebê estiver expirando. Uma respiração rápida ou com dificuldade e que faz o bebê preferir ficar sentado ao invés de se deitar é sinal de alerta para VRS. Diante desses sintomas, é essencial levar seu filho para o hospital.

Tratamento de VRS

Infelizmente, não existe um tratamento especifico para VRS. É preciso aguarda o próprio sistema imunológico da pessoa reagir. O que pode ser feito são algumas atitudes para deixar o bebê confortável, por exemplo, se ele estiver no hospital, podem oferecer oxigênio para que respire melhor, entre outras.

Olha a pequena Scarlett se recuperando com o apoio do papai:

bebe-rsv

Fonte consultada:

Clínica Mayo

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários