Bronquiolite em bebês: o que é, como prevenir e tratar

Por: Bruna Romanini

Foto: Reprodução

Saiba tudo sobre a bronquiolite em bebês, entenda suas causas, tratamento e mais

Quando o bebê está com febre, nariz entupido, tosse e chiado no peito muitos pais podem achar que se trata de uma gripe ou resfriado. Porém, saiba que o bebê pode estar com outra condição, a bronquiolite! Bronquiolite em bebês é uma infecção que ocorre quando um vírus afeta os pulmões. Na bronquiolite há inchaço e acúmulo de muco nos bronquíolos que são passagens menores de ar presentes nos pulmões.

Bronquiolite é tão comum que um em cada cinco bebês com menos de 12 meses terá esta doença.

Cadastre-se

Sintomas da bronquiolite em bebês

Os principais sintomas de bronquiolite nos bebês são:

  • Tosse
  • Febre
  • Dificuldades para respirar, com muito chiado no peito
  • Fadiga
  • Nariz entupido

Tratamento da bronquiolite em bebês

Diante desses sintomas de bronquiolite é essencial entrar em contato com um médico. Porém, ao contrário de outras doenças, o tratamento da bronquiolite geralmente não envolve remédios. Na verdade, de acordo com a Universidade de Harvard, Estados Unidos, usar medicamentos não ajuda no tratamento da bronquiolite e ainda pode atrapalhar. Isto porque esses medicamentos podem ter efeitos colaterais graves para o bebê.

Portanto, se seu bebê mostrar sinais de doença é essencial conversar com o pediatra antes de oferecer qualquer medicamento ao pequeno. Lembre-se que medicar o bebê por conta própria pode ter graves consequências para a saúde dele.

O tratamento da bronquiolite envolve cuidados não medicamentosos, como:

  • Garantir que o bebê ingira muito líquido (lembrando que bebês menores de seis meses devem continuar com a amamentação exclusiva);
  • Usar um inalador no bebê;
  • Manter o nariz entupido do bebê limpo (saiba como fazer isso aqui);

Os medicamentos podem ser necessários apenas para baixar a febre, converse com seu médico sobre qual medicamento para baixar a febre pode ser utilizado.

A expectativa é que o bebê melhore dentro de uma semana.

Fonte consultada:

Universidade de Harvard

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários