Cobrir o carrinho do bebê aumenta risco de morte por excesso de calor

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Em 20 minutos a temperatura dentro do carrinho pode chegar a 37 graus e levar à morte do bebê

É uma atitude comum de muitos pais: cobrir o bebê no carrinho para protege-lo do sol. Porém, estudos recentes alertam que a atitude aumenta o risco de morte súbita do bebê.

Uma pesquisa realizada pelo Astrid Lindgren’s Children’s Hospital, em Estocolmo na Suécia, concluiu que um carrinho coberto no sol fica 15 graus mais quente do que um carrinho que não está coberto.

Cadastre-se

O vídeo abaixo realizado pelo jornal britânico Mirror também aborda o assunto e mostra que em 20 minutos um berço coberto pode chegar a perigosos 37 graus! Veja:

Este calor excessivo é extremamente perigoso para o bebê, podendo ser até mesmo fatal. “Fica muito quente no carrinho, algo semelhante a uma garrafa térmica. Além disso, a circulação do ar piora e fica mais difícil para os pais checarem se está tudo bem com o pequeno porque o paninho atrapalha a visão. Logo o ambiente fica desconfortável e potencialmente perigoso para o bebê. Se fica muito quente no carrinho, o bebê pode achar que voltou para o útero e por isso pode parar de respirar”, alerta a pediatra Svante Norgren, uma das responsáveis pelo estudo, ao jornal sueco Svenska Dagbladet.

Além disso, o bebê tem dificuldade em regular a sua temperatura corporal e ao ser exposto a temperaturas altas as chances de ele morrer de calor são maiores.

Assim, a orientação é não cobrir o carrinho do seu bebê, deixando o pequeno sempre com a cabeça descoberta. Além disso, nos dias mais quentes é orientado evitar sair com o bebê entre 11:00 e 17:00.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários