Lanugo, milia e manchas na pele do bebê: saiba tudo sobre

Por: Bruna Romanini

Foto: Adam

A seguir esclareça suas dúvidas sobre o lanugo, milia e manchas na pele do seu bebê

A pele do bebê pode apresentar algumas coisas que assustam os pais. A seguir, explicamos quais as três coisas estranhas, mas normais que ocorrem na pele do bebê. Confira:

Lanugo: esta condição pode assustar alguns pais. Tratam-se de pelos finos, macios e claros chamados de lanugo. Alguns bebês nascem com esses pelos na testa, bochechas, ombros e costas. Estes pelos costumam sumir nas primeiras semanas de vida dos bebês. Caso os pelos persistam ou fiquem mais grossos e apareçam nos genitais ou axilas dos bebês é importante entrar em contato com o pediatra.

Cadastre-se

Milia ou milum: Tratam-se de pequenas protuberâncias na cor branca que aparecem na pele do bebê geralmente no nariz, queixo ou bochechas. Não há como prevenir a milia. E também não há um tratamento para a milia. Ela geralmente desaparece em algumas semanas ou meses.

Manchas na pele: Os padrões de tom e cor de pele de um recém-nascido pode surpreender alguns pais. Uma pele com manchas mais pálidas ou avermelhadas é normal em bebês por causa da instabilidade normal da circulação sanguínea na superfície da pele. Por razões semelhantes, a coloração azulada da pele das mãos e dos pés e a área em torno dos lábios, muitas vezes está presente, especialmente se a criança está em um ambiente mais friozinho. Se a pele do bebê ficar com uma coloração mais azulada pode ser sinal de que o bebê está com frio e aquecê-lo é uma boa ideia.

Fontes consultadas:

Clínica Mayo

Biblioteca de Saúde do Governo dos Estados Unidos

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários