Mamada noturna: como retirar o peito

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Saiba tudo sobre a mamada noturna, os sinais de que o bebê está pronto para este desmame e muito mais

É natural que o bebê nos primeiros meses de vida acorde com frequência para mamar no peito. Afinal, quando estava no útero o pequeno se alimentava quando desejava. “Então, é impossível esperar que após cortar o cordão umbilical ele vá aceitar de 3 em 3 horas”, observa o pediatra Moises Chencinski, membro do Departamento de Pediatria Ambulatorial e Cuidados Primários da Sociedade de Pediatria de São Paulo.

Além disso, o ritmo de sono do bebê é muito diferente do adulto. “Os adultos têm um ciclo circadiano que dura cerca de 24 horas, período do dia em que comemos, dormimos e acordamos. Na hora que escurece, é liberado um hormônio que vai induzir o sono. No bebê, até o terceiro mês o sistema que produz esse hormônio é extremamente imaturo. Assim, o ciclo é menor do que 24 horas e o pequeno irá comer durante o dia e a noite, dormir de dia e a noite, etc”, conta Moises Chencinski.

Cadastre-se

A partir dos três meses a produção destes hormônios relacionados ao sono começa a se estabilizar.

Mamada da madrugada: sinais da hora de tirar

O bebê dá alguns sinais de que está pronto para a retirada da mamada da madrugada. Um deles é o aumento dos intervalos entre as mamadas. Além disso, o bebê normalmente irá aceitar um volume maior de leite nas mamadas do dia e um volume menor durante a noite. “A recomendação é que se ofereça durante o dia os dois seios em cada mamada. Esvazie a primeira mamada, coloque o bebê para arrotar e ofereça o segundo seio, é o bebê que irá dizer se quer mamar o segundo ou não.  Conforme chega à noite, o pequeno às vezes não tem necessidade de mamar os dois seios porque o metabolismo dele cai a noite, pois o leite materno noturno libera também hormônios que vão ajudar o bebê a dormir à noite. Então, o pequeno passa a mamar somente um seio a noite”, afirma Moises Chencinski.

A duração das mamadas também começa a diminuir, pois o bebê irá sugar o leite materno com maior intensidade. “Então, isso não quer dizer que ele mama menos, apenas que está mais eficaz. A noite o bebê começa sozinho a espaçar um pouco mais a mamada, se satisfazer com um volume e um tempo menor”, diz Moises Chencinski.

A retirada da mamada da madrugada

Diante desses sinais, caso deseje retirar a mamada da madrugada, a mãe pode utilizar uma técnica muito boa chamada Remoção Gentil da educadora Elizabeth Pantley. A técnica é a seguinte:

O bebê acordou durante a noite: Acalme e nine seu bebê. Tente manter a boquinha dele fechada com uma pequena pressão no queixo. Se mesmo assim o bebê relutar e insistir, ofereça o peito. Ao longo dos dias, repita a tentativa de manter a boquinha do pequeno fechada até que o pequeno adormeça sem a necessidade de mamar.

Quando o bebê estiver mamando, aguarde até que o ritmo de sucção comece a diminuir e o bebê comece a relaxar para dormir. Interrompa a sucção com o dedo e de forma gentil retire o seio e só então coloque o pequeno no berço. Saiba que no início pode ocorrer do bebê se assustar e voltar a querer sugar.

A autora acredita que são necessárias de duas a dez tentativas do método de Remoção Gentil para que o bebê adormeça sem mamar. Com o passar dos dias, essa maneira de adormecer será cada vez mais natural e os despertares a noite serão cada vez mais raros.

Procure utilizar este método desde a primeira vez do dia que colocar o bebê para adormecer a noite. Também é importante saber interpretar os sinais que o bebê dá, muitas vezes os sons que ele emite durante a noite não são necessariamente de fome, mas se a mãe oferecer o peito, pode achar que era fome porque o bebê tende a sugar sempre que o bico é oferecido.

Saiba que oferecer um banho, uma massagem, uma conversa de forma calma, músicas de ninar e outras atividades que mantenham o contato da mãe com o bebê podem substituir a mamada noturna e também favorecer o relaxamento para que o bebê durma melhor.

É essencial que a mãe tenha muita paciência, saiba que apesar de parecer que o bebê nunca mãos voltará a dormir a noite toda, isto é uma fase e vai passar.

Saiba o momento de parar

É importante retirar a mamada noturna antes que o acordar de madrugada se torne insustentável para a mãe. “A mãe não deve esperar seu desespero, pois quando ele chega, ela quer acabar com a mamada noturna de forma imediata e isso pode deixar o bebê chateado e deprimido, podendo até mesmo levar à um abalo no vínculo entre mãe e bebê”, explica Moises Chencinski.

Nada de substituir o peito

A mamada no seio durante a madrugada não deve ser substituída por outro alimento como a fórmula. Algumas mães podem acreditar que oferecer a fórmula na madrugada contribui para o sono, mas não é verdade. “O bebê dorme, mas porque o corpo está ocupado com a digestão”, observa Moises Chencinski.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários