Paracetamol aumenta risco de asma entre bebês

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Entenda por que o consumo de paracetamol também pode ser preocupante na gestação

Uma pesquisa realizada pelas universidades de Bristol, Reino Unido, e Oslo, na Noruega, concluiu que oferecer paracetamol para os bebês aumenta as chances deles desenvolverem asma. Outra pesquisa realizada pelas mesmas universidades já havia apontado que o consumo de paracetamol na gravidez também favorece a asma no bebê na vida adulta.

O estudo contou com a participação de 114,500 crianças que foram acompanhadas desde a gestação de suas mães até os sete anos de idade. Paracetamol é um dos remédios para dor mais utilizados nos bebês e crianças e segundo o estudo eleva as chances dos pequenos desenvolverem asma até os três anos de idade.

Cadastre-se

Filhos de mães que tomaram paracetamol na gestação têm 13% mais de chances de desenvolver asma até os três anos de idade e 27% de chances de desenvolver asma até os sete anos de idade.

Saiba tudo sobre os problemas do uso do paracetamol na gestação aqui. 

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários