Pesquisadores alertam para riscos de usar sabonetes antibacterianos

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

De acordo com as últimas pesquisas, sabonetes antibacterianos podem fazer mais mal do que bem

O US Food and Drug Administration (FDA), órgão que regula os remédios, produtos de higiene e alimentos nos Estados Unidos lançou um alerta sobreo uso de sabonetes antibacterianos.

Após realizar uma série de estudos, o FDA concluiu que os sabonetes antibacterianos não protegem mais do que os sabonetes comuns e ainda podem causar problemas de saúde. Isto porque o uso constante desses sabonetes pode fazer com que as pessoas desenvolvam problemas hormonais e resistência ao antibiótico devido a certas substâncias presentes nestes sabonetes, como o triclocarban e triclosan.

Cadastre-se

Por isso, o FDA determinou que nos Estados Unidos, os sabonetes antibacterianos que tenham 19 substâncias, entre elas o triclocarban e o triclosan, tenham essas substâncias retiradas de seus ingredientes. Os fabricantes têm um ano para realizar as mudanças. “Os consumidores acham que os sabonetes antibacterianos são mais eficientes em proteger contra os germes, mas não há provas científicas de que eles são melhores do que a água e o sabão comum. Na verdade, as pesquisas têm mostrado exatamente o contrário, que usar esses sabonetes por muito tempo pode prejudicar ao invés de ajudar”, observa Janet Woodcock, diretora do FDA.

O FDA ressalta que até o momento a melhor maneira de se higienizar as mãos continua sendo com sabonete comum e água. E que quando não houver essa opção, a alternativa é com álcool em gel. Lembrando que no caso de bebês, o sabonete que deve ser utilizado para o banho é o líquido e neutro.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários