Sangue nas fezes de bebê: causas e o que fazer

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Entenda por que o bebê tem sangue nas fezes e saiba o que fazer diante do problema

Sangue nas fezes de bebê normalmente não é uma situação grave. “Mas se o bebê estiver com diarreia ou com febre igual ou superior a 38º C deve-se ligar para o pediatra prontamente, pois pode ser algo mais grave e talvez seja necessário realizar exames”, explica o pediatra e neonatologista Jorge Huberman.

As principais causas do sangue nas fezes são:

Cadastre-se

Prisão de ventre: Este problema é mais comum quando o pequeno toma mamadeira ou após iniciar a alimentação variada, se for carente em fibras, frutas e água. “A dificuldade da saída das fezes pode ‘rasgar’ a pele fininha do ânus”, explica Huberman.

Fissura anal: Pode acontecer quando o bebê fica com as fezes muito duras e ao passar pelo ânus gera pequenas fissuras, que sangram.

Alergia ao leite de vaca: Por vezes os bebês que são amamentados podem ter alergia ao leite da vaca (e de seus derivados) que a mãe toma, gerando sangue nas fezes. “Estas podem apresentar-se em gomos ou tirinhas de sangue, deixando o cocô do bebê mais escuro e mais mal cheiroso”, afirma Huberman.

Assaduras: A pele do bebê fica muito sensível e a assadura também pode sangrar, aparentando que as fezes do bebê tenham sangue, mas neste caso o sangue será vermelho vivo e fácil de ser identificado, especialmente ao limpar o bebê.

Efeito adverso da vacina do Rotavírus: Alguns bebês podem apresentar sangue nas fezes até 42 dias após tomar da vacina do Rotavírus via oral, sendo esta uma situação mais grave.

Algumas outras situações que podem aparentar sangue nas fezes do bebê é oferecer ao bebê alimentos avermelhados como beterraba, tomate e gelatinas. “O corante destes alimentos pode deixar as fezes com uma coloração avermelhada, mas que não está relacionada à presença de sangue, embora possa confundir os pais”, diz Huberman.

Caso a presença de sangue nas fezes do bebê seja causada por prisão de ventre ou fissuras anais, o que se deve fazer é oferecer mais água para o bebê e se ele já tiver começado a alimentação diversificada, oferecer mais alimentos ricos em fibras como uvas e mamão, por exemplo. “Uma boa dica é dar uma fruta ao final de cada refeição, inclusive no café da manhã e nos lanches”, orienta Huberman.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários