Bebê saudável: reconheça os sinais de que está bem

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Veja quais os principais sinais que seu bebê dá de que está saudável

Ter um bebê saudável: este é o maior desejo de todos os pais. Por isso, listamos a seguir quais são os principais sinais de que o bebê está saudável. Veja quais são:

Xixi

Cadastre-se

É importante ficar atenta a frequência com que o bebê faz xixi. É esperado que o pequeno molhe entre 6 e 8 fraldas por dia. “Esse fator indica que o bebê obtém suficiente leite materno ou leite artificial. O aumento do peso confirma essa hipótese”, diz a pediatra Fabíola Peixoto La Torre do Hospital Leforte.

Já as cores da urina saudável podem variar de amarelo bem clarinho até o amarelo escuro. Porém, quando a cor do xixi fica escura por muito tempo pode ser preocupante e indicar possível desidratação. Saiba mais sobre outras características do xixi saudável aqui.

Cocô

Já no caso do cocô, a frequência com que o bebê o faz é bem mais variável que a do xixi. “Em geral, bebês que mamam no peito evacuam com mais frequência. Mas o bebê pode ficar até 5 dias sem evacuar sem necessidade de preocupação caso ele não tenha nenhum outro sintoma e continue se alimentando bem. Vale observar e estar sempre atento às orientações do pediatra da criança”, afirma a pediatra Rafaella Gasto do Hospital Leforte.

As cores do cocô saudável também podem variar entre amarelo, marrom e até o verde. Já as cores preocupantes do cocô são o vermelho, preto e o branco. Saiba mais sobre o assunto aqui.

Choro do bebê

É totalmente normal e esperado que um bebê saudável chore. “Bebês choram pelos mais variados motivos, pois é a forma que eles têm de se comunicar com o mundo ao seu redor. Calor, frio, fralda suja, fome e qualquer incômodo maior fazem o bebê chorar. Com o tempo, os pais conseguem distinguir na maioria das vezes o tipo de choro do bebê e o que ele quer naquele momento”, disse Rafaella Gasto.

O choro se torna preocupante quando vem acompanhado de outras complicações. “Bebês que choram muito, não ganham peso e estão o tempo todo irritados devem ser avaliados de perto pelo pediatra”, alerta Rafaella Gasto. Saiba mais sobre o choro do bebê aqui.

Ganho de peso

Nos primeiros dias de vida é normal o bebê perder até 10% do seu peso e recupera após 10-15 dias de vida. Após isso até os 3 meses, em média de ganho deve ser de 25-10 gramas/dia e após isso até os 6 meses, em média de 130-150g por semana, caindo para 60-90g/semana até um ano de idade. “Mas isso não deve ser levado a ‘ferro e fogo’, às vezes o bebê ganha mais estatura e menos peso naquele mês ou ficou doente, o que prejudica essas médias de ganho. Portanto, a avaliação do pediatra que o acompanha é fundamental”, observa Rafaella Gasto.

Amamentação

Existem alguns sinais de que está tudo bem com a amamentação. “O bebê ganha peso e tem desenvolvimento adequado, apresenta bastante xixi claro nas trocas de fralda e em geral evacuações frequentes quando está em aleitamento materno exclusivo”, contou Rafaella Gasto. Tudo isso é monitorado pelo pediatra de perto nos primeiros meses de vida, por isso, é essencial sempre questioná-lo caso tenha alguma dúvida. Saiba mais sobre sinais de que está tudo bem com a amamentação aqui.

Cuidados gerais para manter o bebê saudável

Sempre que possível mantenha o bebê em aleitamento materno exclusivo até os 6 meses de vida. Manter hábitos saudáveis de alimentação da família ao redor do bebê. Introdução alimentar após o sexto mês, focada em alimentos saudáveis preparados em casa, sem sal sempre até 12 meses ou açúcar até pelo menos os 2 anos de idade. “Além disso, fazer consultas frequentes com o pediatra no primeiro ano de vida, conversar com ele sobre os marcos de desenvolvimento do bebê esperados a cada mês e manter o calendário de vacinação em dia. Tomar sol em horários adequados sempre que possível e passeios ao ar livre evitando locais fechados e lotados. Muito amor e colo”, conclui Rafaella Gasto.

Veja os sinais de que o bebê está com problemas de saúde graves aqui.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários