Vacina BCG: para que serve, reações e cicatriz

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Tire suas dúvidas sobre a vacina BCG que é essencial para a saúde do bebê

Os bebês tomam a vacina BCG no primeiro mês de vida e ela é essencial. “Isto porque protege contra a tuberculose, doença que ainda tem grande incidência no Brasil”, explica a pediatra Denise Bedoni, do Hospital Leforte. É necessária apenas uma dose da BCG.

Esta vacina se caracteriza por uma reação no braço do bebê que ocorre de duas semanas a um mês após a injeção ter sido tomada. Trata-se de um nódulo avermelhado que ocorre no lugar em que a vacina foi dada e logo vira uma feridinha. Após isso, forma-se uma casca, que irá cair e virar uma cicatriz. “Esta marca é importante porque com o aparecimento da cicatriz há o sinal de que houve a resposta imunológica e, assim, a defesa do organismo”, diz Bedoni.

Cadastre-se

A marquinha pode demorar até seis meses para aparecer. Caso ela não apareça, a orientação do Ministério da Saúde é que seja dada outra dose da BCG. Contudo, antes que isso seja feito, os pais podem realizar um exame, chamado PPD (Prova Tuberculínica Cutânea). Este teste irá mostrar se a vacina imunizou ou não o bebê que não tem a marca. Contudo, é preciso analisar com cuidado o resultado deste exame, pois se for positivo significa que a criança teve contato com a bactéria, mas isto pode ter ocorrido por meio da vacina ou da doença. Os pediatras precisam avaliar o bebê para descartar a hipótese da doença.

Confira o calendário de vacinação dos bebês e o que fazer diante das reações dos bebês às vacinas.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários