Vacina da gripe não deve ser dada no mesmo dia da pneumocócica conjugada e/ou dTpa

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Dar essas vacinas no mesmo dia aumenta as chances do bebê ter convulsão febril, alerta estudo

Dar mais de uma vacina no mesmo dia para o bebê é algo comum entre os profissionais de saúde. Porém, uma pesquisa publicada na revista científica Pediatrics descobriu que três tipos de vacinas não devem ser dadas no mesmo dia, pois aumentam as chances do bebê ter convulsão febril como reação.

O estudo apontou que no dia em que o bebê ou criança receber a vacina contra a gripe, ele NÃO deve receber as vacinas: pneumocócica conjugada e/ou tríplice bacteriana acelular do tipo adulto (dtPa) (indicada para crianças maiores de três anos).

Cadastre-se

De acordo com a pesquisa, quando o bebê ou criança recebe essas duas ou três vacinas no mesmo dia, aumentam significativamente as chances de ele ter uma convulsão febril como reação às vacinas.  Quando as vacinas são dadas em dias separados as chances de convulsão febril são bem mais baixas.

É importante ressaltar, que mesmo nesses casos em que as vacinas foram dadas no mesmo dia, as chances de convulsão continuam baixas, com 30 casos a cada 100 mil pessoas.

Lembrando que a vacina contra gripe é essencial para a prevenção de gripe e da perigosa gripe H1N1. Já a Pneumocócica conjugada previne doenças graves como pneumonia, meningite e otite e a dtPA previne contra difteria, tétano e coqueluche. Por isso, é essencial que seu pequeno receba essas três vacinas, só não dê todas elas no mesmo dia.

Entenda a convulsão febril

A convulsão febril é uma condição que os bebês ou crianças podem ter em decorrência de uma febre. A convulsão febril pode durar de alguns segundo até 10 minutos e é seguida por um breve período de confusão mental e certa lentidão.

Os sintomas de convulsão febril podem ser: contração repentina dos músculos, a criança pode chorar, se a criança estiver em pé ela pode cair, podem ocorrer vômitos ou a língua enrolar e a criança pode não respirar. A criança também pode não responder a voz dos pais e há a possibilidade da criança urinar.

Diante de uma convulsão febril é importante que os pais: não tentem restringir os movimentos da criança, deixem a criança deitada no chão em uma região segura, retirando do local objetos que possam ser perigosos, coloque um cobertor embaixo da criança se a superfície em que ela estiver for muito dura. Apenas retire a criança do local em que ela está se for perigoso. Se a roupa que a criança está usando for apertada, solte-a e se possível abra a roupa. Se a criança estiver vomitando ou a língua enrolar e atrapalhar a respiração, coloque o pequeno de lado. Não tente desenrolar a língua de nenhuma maneira, isto aumenta o risco de lesão.

Saiba mais sobre a vacina H1N1 aqui.

Fonte consultada: 

Biblioteca Nacional de Medicina do Governo dos Estados Unidos

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários