Cientistas descobrem maneira de bloquear a transmissão do Zika vírus

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

A bactéria Wolbachia pipientis mostrou-se capaz de evitar que o Aedes aegypti transmita o Zika para os seres humanos

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Wisconsin-Madison, Estados Unidos, descobriu que uma bactéria benigna chamada Wolbachia pipientis pode ser uma grande aliada no combate ao Zika vírus. Isto porque quando esta bactéria contamina o mosquito Aedes aegypti, ela é capaz de bloquear a transmissão do Zika vírus para o mosquito, fazendo com que assim ele não transmita a doença para os seres humanos.

No estudo, os pesquisadores notaram que na maioria dos casos, a bactéria evitava que o mosquito se contaminasse com o Zika vírus e que mesmo nos casos em que havia contaminação, o Aedes aegypti tornava-se incapaz de transmitir a doença para seres humanos.

Cadastre-se

O pesquisador e cientista Matthew Aliota, autor do estudo, afirma que esta descoberta pode ser uma maneira biológica de controlar o Zika e que é uma grande aliada para o fim da transmissão da doença.

A notícia vem em boa hora, já que atualmente a expectativa é que mais quatro milhões de pessoas no mundo vão ser infectadas com o Zika até o final do ano. Os cientistas já descobriram que o Zika é responsável por causar uma série de problemas cerebrais nos bebês quando a mulher contrai este vírus na gestação. E até o momento não existem vacinas para a prevenção do Zika e as estratégias usadas para controlar o mosquito não tem se mostrado eficazes.

Mosquitos contaminados com a bactéria Wolbachia já começaram a ser lançados no Brasil e também na Austrália, Vietnã, Indonésia e Colômbia. Um outro benefício desta bactéria é que ela tem um custo muito baixo, o que faz com que seu uso para controlar a transmissão do Zika vírus seja muito fácil.

A Organização Mundial de Saúde já manifestou seu apoio para que mais estudos e propagação da bactéria Wolbachia sejam realizados. Vamos torcer para que este seja o caminho para o fim do Zika vírus!

Saiba mais sobre gravidez e Zika vírus aqui. 

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários