Remédios opioides fazem bebês nascerem com síndrome de abstinência

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Estes remédios também podem causar sérios problemas de saúde no bebê a longo prazo

Uma pesquisa publicada na revista científica The New England Journal of Medicine alerta para os riscos de as gestantes consumirem remédios opioides, a base de ópio, para o tratamento da dor. Isto porque de acordo com o estudo, este medicamento passa facilmente pela placenta, entrando em contato com o feto e fazendo com que o pequeno fique viciado no remédio.

Assim, quando esses bebês nascem, eles já nascem com a síndrome de abstinência neonatal, ou seja, desenvolvem problemas porque sentem falta da droga, no caso o remédio opioide que a mãe estava tomando.

Cadastre-se

Segundo os pesquisadores, o número de bebês que nasceram nos Estados Unidos com síndrome de abstinência neonatal passou de 7 a cada mil bebês em 2004 para 27 a cada mil bebês em 2013.

Bebês que nascem com a síndrome de abstinência fetal se irritam com maior facilidade, além disso não conseguem se alimentar bem e não ganham peso corretamente. Esses pequenos também podem ter convulsões. Mas saiba que com o tratamento correto e tempo, estes bebês conseguem se recuperar, mas é preciso que eles passem um tempo maior no hospital. “Resumindo, estes bebês começam a vida do jeito mais difícil e isso pode ter repercussões sérias no futuro”, observa a pediatra Claire McCarthy, professora da Universidade de Harvard, Estados Unidos.

Os medicamentos opiodes não causam vício apenas no bebê, eles também são altamente viciantes para os adultos, inclusive para as gestantes. “O número de prescrições de medicamentos opiodes cresceu nos últimos anos e consequentemente cresceu também o número de pessoas viciadas. Algumas prescrições de remédios opioides são feitas para grávidas. Uma pesquisa publicada na revista científica Pediatrics mostrou que 28% das gestantes nos Estados Unidos recebe prescrição médica para tomar este medicamento. Isto é um absurdo, pois com tantas opções mais seguras para controlar a dor, as gestantes deveriam usar remédios opioides apenas quando fossem extremamente necessários. Os médicos sempre podem orientar outros medicamentos para controlar a dor que são mais seguros para os bebês”, diz Claire McCarthy.

Os principais medicamentos opioides são:

  • Codeína;
  • Levorfanol;
  • Metadona;
  • Oxicodona;
  • Hidromorfona;
  • Hidrocodona;
  • Oximorfona;
  • Fentanil

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários