Ultrassom no 1º trimestre piora autismo nos bebês, diz estudo

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Os pesquisadores notaram que bebês que passaram por esse exame de ultrassom tiveram quadros de autismo mais graves

Uma pesquisa feita pela Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu que realizar exames de ultrassom no primeiro trimestre de gestação pode fazer com que o quadro de autismo piore nos bebês. Isto porque, segundo o estudo, este exame faz com que bebês que já teriam o autismo, fiquem os sintomas ainda mais severos, ou seja, com um nível de autismo mais grave.

A pesquisa foi feita com 2644 famílias nos Estados Unidos e a piora no quadro de autismo só foi observada nos exames de ultrassom feitos no primeiro trimestre de gestação. “Tem sido uma grande luta para nós descobrir porque tantas crianças têm sido diagnosticadas com autismo. Como essa doença se desenvolve? E por que as crianças com autismo são tão diferentes entre si? Este estudo ajuda muito a responder essa segunda questão, a entender porque algumas crianças tem um autismo mais severo e outras não”, explica a autora do estudo Sara Webb, pesquisadora da área de psiquiatria e ciência comportamental da Universidade de Washington.

Cadastre-se

Como mãe de dois filhos, a pesquisadora Sara Webb disse que dado o que ela sabe agora, ela não faria um ultrassom no primeiro trimestre a menos que houvesse uma necessidade médica, que inclui saber quanto tempo de gestação a mulher tem. “Se pudermos descobrir esta informação de qualquer outra forma, eu iria com isso. E sempre vale a pena considerar que, quando fazemos os procedimentos médicos, como o ultrassom, há grandes benefícios, mas também riscos”, concluiu Sara Webb.

É importante deixar claro que a decisão por não fazer um ultrassom no primeiro trimestre, só pode ser tomada após uma conversa com o ginecologista para entender se há necessidade de realizar este exame ou não.

Veja aqui o remédio ingerido na gestação que aumenta o risco de autismo no bebê.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários