Mariana Ferrão desabafa sobre problema de sono do filho e pede ajuda

Por: Bruna Romanini

Foto: Reprodução

Coisas que se mexem, novidades e contrastes de cores são algumas coisas que seu bebê adora

A jornalista e apresentadora do programa Bem Estar, Mariana Ferrão, pediu ajuda nas redes sociais para lidar com os problemas de sono de um de seus filhos. Ocorre que o pequeno Miguel, de três anos, anda tendo muitos pesadelos e a apresentadora não sabe mais o que fazer para lidar com o problema.

Em um vídeo postado em seu Instagram ela disse: “Estou aqui para pedir uma dica, olha as olheiras, está difícil, quando não é um, é outro! O Miguel está na fase do pesadelo! Alguém ai está passando por isso? Já passou por isso? Da criança ficar com medo a noite e não conseguir dormir na cama? Eu estou levando ele para minha cama, mas hoje mesmo na minha cama ele não conseguia dormir. Daí teve um momento que ele falou: Mamãe me protege! De cortar o coração né? Eu fiquei segurando a mãozinha dele, mas assim, ninguém dorme, eu queria saber se alguém tem uma dica para dar”.

Cadastre-se

Veja o vídeo em que Mariana fala dos problemas do sono do filho a seguir:

Alguém tem dica???

A video posted by Mariana Ferrão (@marianaferrao) on

Vídeo: Instagram

Pesadelos em crianças: como lidar

De fato, na idade em que o pequeno Miguel está, por volta dos três anos, é quando os pesadelos começam a acontecer. Os pesadelos costumam ser mais comuns entre crianças de três a seis anos.

Os pesadelos nas crianças geralmente ocorrem mais para o meio da noite e causam um forte sentimento de terror, medo, estresse e ansiedade. Seu filho pode acordar e se lembrar de todo o pesadelo que teve.

Os pesadelos podem ocorrer devido a alguma experiência assustadora, como assistir um filme de terror, ou por algo que está preocupando a criança. Algum tipo de mudança na vida da criança, como a chegada de um irmão ou a mudança de escola, também pode causar os pesadelos. Algumas vezes os pesadelos podem não ter uma explicação.

Caso seu filho tenha pesadelos, é importante conversar com ele para entender o que está incomodando e causando estes pesadelos. Também é possível evitar os pesadelos criando uma rotina de sono mais tranquila.

Algumas dicas para criar uma boa rotina de sono e evitar pesadelos são:

  • Ter um horário regular para dormir e acordar;
  • Ter uma rotina de sono que faça a criança desacelerar e se sentir segura. Isto pode incluir um banho relaxante, um abraço dos pais, ler uma historinha ou até mesmo conversar com a voz mais baixinha sobre alguns assuntos;
  • Ter uma cama aconchegante e tranquila para dormir. Dormir com um brinquedo preferido também ajuda;
  • Evite coisas que possam ser assustadoras, como um filme de terror.

Após um pesadelo:

Logo após seu filho ter um pesadelo os pais podem ajudar o pequeno das seguintes maneiras:

Garanta ao seu filho que você está lá: sua presença calma ajuda seu filho a se sentir seguro e protegido, após acordar com medo. Saber que você está por perto aumenta a segurança do seu filho.

Explique o que aconteceu: é importante deixar claro para seu filho que aquilo que ocorreu foi um pesadelo e que agora já acabou. Diga algo como: “Filho, você teve um pesadelo, mas você está acordado agora e tudo está bem”. E deixe muito claro para seu filho que as coisas assustadoras do pesadelo não são reais.

Faça sua “mágica”: Os pais podem ter alguns cuidados para que a criança se sinta segura. Aproveite a fértil imaginação das crianças e faça algo como: uma mágica para que o mostro vá embora e não volte mais, entre outras ideias.

Deixe uma luzinha acesa: Colocar uma luzinha fraca no quarto da criança ou deixar a luz do corredor acesa pode passar maior segurança para a criança e fazer ela dormir melhor.

Converse: na hora em que tem o pesadelo, seu pequeno pode estar muito assustado e não querer falar muito sobre ele. Mas no dia seguinte o pequeno provavelmente vai querer contar detalhes do pesadelo e é importante que os pais o ouçam. A criança também pode falar sobre o pesadelo por meio de um desenho.

No dia seguinte ao ocorrido, Mariana Ferrão relatou que após muita conversa com seu filho sobre o assunto, o pequeno conseguiu ter uma boa noite de sono, sem pesadelos! Que bom J

Fontes consultadas:

KidsHealth

Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários