Amamentando exclusivamente, Kelly Key posta foto com vinho e gera dúvidas

Por: Bruna Romanini

Foto: Reprodução

Confira a foto e saiba tudo sobre o consumo de bebidas alcoólicas durante a amamentação

A cantora Kelly Key postou recentemente uma foto segurando uma taça de vinho. Ela está amamentando exclusivamente o filho Artur e por isso, o fato dela beber vinho gerou dúvidas: afinal, mães que amamentam podem consumir bebidas alcoólicas? Se sim, é preciso ter algum cuidado ao tomar? Você pode ver a imagem que Kelly Key postou a seguir e depois saiba tudo sobre amamentação e bebidas alcoólicas.

kelly-key-vinho3


Cadastre-se

Amamentação e bebidas alcóolicas

Muito do que você come ou bebe pode de fato afetar o leite materno e consequentemente o bebê e isto inclui as bebidas alcoólicas.

Já se sabe que beber mais de dois copo/taças de bebidas alcoólicas por dia enquanto se amamenta pode prejudicar o desenvolvimento do bebê. “É um perigo porque o bebê toma cerveja junto com a mãe, o álcool passa para o leite materno e o bebê pode ficar com doenças sérias por consequência da cerveja e outras bebidas”, alerta a pediatra Luciana Herrero, consultora internacional de amamentação pelo IBLCE/EUA (International Board of Lactation Consultant Examiners).

Além disso, o álcool também pode prejudicar a produção de leite materno. De acordo com a Academia Americana de Pediatria, o álcool altera o gosto do leite, o que faz com que o bebê diminua as mamadas, e quanto menos bebê mama, menor é a produção de leite.

“Então, as mães que amamentam não podem consumir bebidas alcoólicas de jeito NENHUM?”, é o que muitas de vocês devem estar pensando. Calma, não é bem assim. O recomendado é que as mães que amamentam evitem as bebidas alcoólicas o máximo possível

Porém, se uma mãe quiser muito consumir uma bebida alcoólica, com alguns cuidados isto pode acontecer sem causar nenhum problema para o bebê.

Primeiro, é importante prestar atenção à quantidade. No caso dos destilados, como vodca e whisky, a orientação é não beber mais do que 25 ml. Enquanto no caso da cerveja, a orientação é beber no máximo 280 ml, cerca de um copo pequeno, e quanto ao vinho é importante não passar de 125 ml, o que equivale a uma taça pequena de vinho.

Outro cuidado importante é evitar amamentar cerca de duas a três horas após ter bebido. Assim você dá tempo para que o álcool deixe de afetar o seu leite. Se você for para um local onde pretende beber é interessante tirar e armazenar um pouco do seu leite, assim depois você poderá alimentar seu bebê com este leite enquanto espera o efeito do álcool passar no seu organismo.

Por fim, é importante só ingerir bebidas alcoólicas quando a amamentação já estiver estabilizada.

Fonte consultada:

Serviço Nacional de Saúde Britânico

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários