4 itens do enxoval que os pais acham essenciais, mas o bebê nem liga

Por: Bruna Romanini

Foto: Reprodução

Brinquedos caros e sapatinhos são alguns itens do enxoval que não fazem a menor diferença para o bebê

Existem alguns itens do enxoval que os pais acham essenciais para seus pequenos, mas que na verdade, não fazem a menor diferença para os bebês. Veja quais são eles a seguir e entenda porque eles não são tão essenciais assim.

Brinquedos fantásticos …..e caros!


Cadastre-se

Quer uma boa dica para economizar? Ai vai: não compre brinquedos super tecnológicos e caros para o seu bebê! O fato é que seu bebê pode até se interessar por esses brinquedos, mas ele também terá o mesmo interesse na latinha com uma pedrinha dentro que faz um barulho engraçado quando sacudida!

Além disso, brinquedos muito tecnológicos de fato devem ser evitados, pois podem ser prejudiciais para os bebês. Uma pesquisa da Universidade do Arizona, Estados Unidos, descobriu que brinquedos muito tecnológicos, aqueles que emitem muitos sons e luzes, podem prejudicar a capacidade de comunicação dos bebês. Os pesquisadores acreditam que isto ocorre porque apesar destes brinquedos capturarem a atenção dos bebês, eles não proporcionam interações de qualidade entre pais e bebê.

A audição do bebê também pode ser prejudicada por esses brinquedos. Uma pesquisa publicada na revista científica American Journal of Otolaryngology descobriu que a grande maioria dos brinquedos para bebês que fazem barulhos emitem sons mais altos do que o recomendado para os pequenos. Os pesquisadores analisaram 90 tipos de brinquedos indicados para bebês maiores de 6 meses e entre eles 98% emitiam sons mais altos do que o orientado para o bebê e poderiam favorecer a perda de audição!

Confira aqui ideias de brinquedos incríveis e baratos para o bebê que você pode fazer em casa!

Sapatinhos

Sim, sabemos que há um sapatinho mais lindo do que o outro e que dá vontade de comprar todos, mas tente ir com calma. “Nos primeiros meses o bebê fica a maior parte do tempo deitado, portanto os sapatinhos não são necessários. Você pode adquirir meias que imitam sapatinhos, elas aquecem, são confortáveis e bonitas”, orienta Baby Planner Carol Baldin, do Instituto Mãe.

Caso queira comprar sapatinhos nos primeiros meses do bebê, opte por aqueles mais moles e com solado de tecido. Quando o bebê começar a ensaiar os primeiros passinhos, os sapatinhos tornam-se importantes. “Opte por aqueles com solado de borracha, mas não muito duro, específico para quando começa a andar”, diz Carol Baldin.

Pijamas

Vamos combinar, boa parte das roupinhas do bebê já são praticamente pijamas! E além do mais, nos primeiros meses de vida o pequeno passa a maior parte do tempo dormindo, de modo que para ele estar ou não de pijama realmente não faz muita diferença.

Porém, após os seis meses de vida, quando a rotina de sono pode começar a ser realizada, o pijama pode ser um aliado para criar esta rotina e fazer o bebê começar a entender que a noite é o momento para dormir. Veja como criar uma rotina de sono aqui.

Cadeira que treme

Algo que muitos pais acreditam ser necessário é aquela cadeirinha que treme. “Isto não é verdade, muitos bebês inclusive nem gostam deste item e ele ainda é caro. Caso os pais queiram muito uma pode alugar, já que o bebê costuma usar o objeto por 3 ou 4 meses. Mas saiba que os tapetinhos com objetos pendurados em cima são muito mais proveitosos”, destaca Carol Baldin.

Veja aqui a lista básica de enxoval do bebê. E veja aqui outros itens de enxoval que parecem essenciais, mas não são.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários