Bebê de 11 dias luta pela vida após visita de amigo com gripe e mãe alerta

Por: Bruna Romanini

Foto: Reprodução Facebook – Confira o importante alerta da mãe deste bebê

O que aconteceu com este bebê é um alerta para todos os pais e pessoas que convivem com bebês

A mamãe australiana Asheley Conklin havia acabado da maternidade com seu recém-nascido, Oliver. E quando a família ainda estava se ajustando a vida com o bebê e recebendo uma série de visitas de amigos e familiares querendo conhecer o recém-nascido, a saúde do pequeno começou a deteriorar rapidamente.

Tudo começou com um nariz entupido, mas o pequeno foi piorando e Asheley teve que levar seu filho para o hospital.  “Os médicos me disseram que se eu tivesse esperado mais 24 horas para levar meu filho ao hospital, ele estaria morto”, contou Asheley em entrevista ao portal Kidspot.

Cadastre-se

A mãe decidiu levar o filho ao hospital após notar mudanças em sua respiração. “Eu estava vendo Oliver respirar quando percebi que a pele perto de sua clavícula estava sugando e sua barriga estava fazendo o mesmo. Além disso, parecia que a respiração dele estava ofegante”, recorda-se Asheley.

No hospital, após uma série de exames, o bebê foi diagnosticado com Vírus Sincicial Respiratório (VSR). Este vírus causa infecção nos pulmões e sistema respiratório. O vírus é comum e não causa maiores complicações em adultos, mas em bebês ele pode ser fatal.

Os sintomas deste vírus em adultos são semelhantes a qualquer gripe. Por isso, muitos adultos sentem este desconforto, acreditam não ser nada demais e seguem suas vidas. No caso de Asheley, uma pessoa que estava com VRS foi visitar o seu recém-nascido e fez com que ele contraísse o VRS.

Por causa disso, Asheley decidiu fazer um importante alerta em suas redes sociais e seu post viralizou. Ela postou em suas redes sociais um vídeo de seu bebê sofrendo enquanto tentava respirar e disse: “Meu bebê pegou essa doença de alguém que foi nos visitar achando que estava apenas com uma gripe. Eu nunca pensei que a simples visita de uma pessoa gripada traria tanto caos para a vida do meu recém-nascido. Fique longe de um bebê se você estiver se sentindo doente, mesmo se for uma gripinha! Qualquer gripinha pode machucar um recém-nascido”.

Além do VRS, o bebê de Asheley ainda desenvolveu pneumonia e bronquiolite.      Infelizmente, não existe um tratamento especifico para VRS. É preciso aguardar o próprio sistema imunológico da pessoa reagir. O que pode ser feito são algumas atitudes para deixar o bebê confortável, por exemplo, se ele estiver no hospital, podem oferecer oxigênio para que respire melhor, entre outras. “O médico nos avisou que o pico do VRS ocorreria nas próximas 36 horas. Alguns bebês não sobrevivem a este pico e nosso filho tinha apenas 11 dias quando enfrentou o pico da doença! Graças a Deus Oliver passou pelo pico e sobreviveu sem nenhuma complicação. Ele precisou ficar cinco dias internado, mas hoje está muito bem”, afirmou Asheley. Oliver atualmente tem quatro meses e está muito saudável.

Confira a seguir o vídeo que Asheley postou de seu filho com dificuldades para respirar. Este vídeo teve mais de 18 mil compartilhamentos.

Foto: Reprodução Facebook – O pequeno Oliver maiorzinho e já recuperado, na imagem da direita ele aparece com seu irmão mais velho

Veja mais

Comentários





Veja mais