Bebê de 2 anos morre no seu primeiro dia de aula em creche particular

Por: Bruna Romanini



menino morreu no primeiro dia na creche

Foto: Reprodução  – Correio – Nilson Marinho

O menino de dois anos e 9 meses morreu afogado na piscina da creche em Salvador, entenda

Um bebê de apenas dois anos e nove meses faleceu nesta quinta-feira (15) após se afogar na piscina da creche particular que frequentava em Salvador. O menino se chamava Vitor Figueiredo de Andrade.

O menino chegou a ser levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Hospital Roberto Santos, mas não resistiu. A mãe do menino precisou ser medicada diante da terrível notícia.

Cadastre-se

Segundo a polícia, o triste caso ocorreu por volta das 10h na Creche Escola Construir. O local oferece aulas de educação infantil até o ensino fundamental I. Na frente da creche existe uma placa com informações de que há aulas de natação e hidroginástica. Além de outras atividades fora da água.

Funcionários e o dono da unidade de ensino, que também é professor educação física, e estava à frente do estabelecimento desde 2016, já começaram a ser ouvidos pela polícia.

Equipes do DPT e da 11ª Delegacia também estiveram na Upa e na creche. O caso será investigado pela delegada Lúcia Jansen, titular da unidade policial.

Esta quinta-feira (15) era o primeiro dia de aula de Vitor esse ano. O menino era filho único e já estudou na mesma creche no ano passado. A polícia informou que, por enquanto, trabalha com a hipótese de negligência, porque as condições da creche não eram adequadas.

A unidade de ensino tem alvará de funcionamento da prefeitura, mas não o de liberação de uma obra que foi feita no local.

O proprietário e outros seis funcionários estavam na creche, no momento do acidente. Conforme as informações iniciais da polícia, o caso ocorreu no horário do lanche.

Segundo informações da polícia, a porta que dá acesso à área da piscina ficou aberta. O garoto saiu sem ser visto e caiu na piscina, que não estava coberta com tela de proteção. Há uma grade no acesso à água, mas a criança conseguiu passar. O garoto foi socorrido por dois professores.

A família de Vitor é da cidade de Irecê, que fica a cerca de 480 km de Salvador, na Chapada Diamantina. O enterro do garoto vai ser em Morro do Chapéu, cidade que fica na região.

Reportagem elaborada com informações do portal G1

Veja mais

Comentários



Veja mais