“Bebês não precisam beber água no primeiro ano de vida”, dizem pediatras

Por: Bruna Romanini

Foto: Getty Images

Bebês não precisam beber água porque já obtêm os líquidos necessários no leite materno ou fórmula

Beber uns bons copos de água por dia é bom para a saúde de qualquer, correto? Bem, não se estivermos falando dos bebês. De acordo com a Academia Americana de Pediatria (AAP) os bebês geralmente não precisam beber água no seu primeiro ano de vida.

E a AAP não está sozinha. A nutricionista da renomada Clínica Mayo, Katherine Zeratsky, também apoia esta orientação. “Bebês com menos de um ano não precisam de água porque eles obtêm todos os líquidos que precisam por meio do leite materno ou da formula”, afirmou Katherine em entrevista ao portal BuzzFeed.


Cadastre-se

Perceba que estes profissionais estão dizendo que o bebê não precisa de água e não que a água está proibida para os bebês.

Na verdade, até os seis meses de vida do pequeno a água de fato está proibida. Porém, após os seis meses, apesar de geralmente não ser necessária, ela pode ser oferecida aos bebês, mas com bastante cuidado. Se a mãe perceber que o bebê está com sede mesmo após mamar, ela pode oferecer água ao pequeno, mas no máximo entre 60 a 88 ml por vez. E esta quantidade de água só deve ser oferecida após o bebê ter ingerido leite materno ou fórmula e demonstrar estar satisfeito.

Saiba que oferecer água em excesso para o bebê pode causar sérios problemas de saúde, como a intoxicação do bebê por água. Justamente devido ao risco de intoxicação por água é orientado que os bebês não comecem as aulas de natação até completarem um ano de vida. Saiba tudo sobre a intoxicação do bebê por água aqui. Reconheça os sinais de que o bebê está desidratado aqui.

Fontes consultadas:

Academia Americana de Pediatria

Clínica Mayo

St. Louis Children’s Hospital, hospital filiado à Universidade de Washington, Estados Unidos.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários