Veja o que é normal seu bebê falar em cada mês: dos 0 aos 12 meses

Por: Bruna Romanini



Foto: Getty Images

A comunicação do bebê começa muito antes das primeiras palavras, saiba tudo sobre o assunto a seguir

Muito antes de pronunciar as primeiras palavras, seu bebê irá se comunicar com você e com outras pessoas das mais diferentes maneiras. A seguir, explicamos em detalhes como é a comunicação do bebê dos 0 aos 12 meses de vida:

Dos 0 aos 3 meses

Cadastre-se

Desde o nascimento e ao longo de muitos meses, a primeira forma de comunicação dos pequenos será o choro.

Porém, com o passar do tempo a comunicação dos pequenos vai se ampliando e deixa de ser restrita ao choro. Por volta de um mês, os bebês já começam a responder diante do som da sua voz. Eles podem ficar mais calmos ao ouvir a voz do papai ou da mamãe, sorrir ou ficar animados, movendo os bracinhos e perninhas. Eles também passam a sorrir para o papai e a mamãe, mas podem demorar um pouco mais para fazer isso diante de pessoas que não são tão próximos. E o bebê nesta idade provavelmente não irá sorrir diante de estranhos.

Aos dois meses de vida, os bebês começam a descobrir sua habilidade de vocalizar. Então, eles passam a fazer sons como “ah-ah” ou “ooh-ooh”. Seu bebê irá “falar” com você por meio de uma grande variação de sons. E ele também irá sorrir para você e esperar que você sorria em resposta. O pequeno ainda pode imitar algumas expressões faciais dos pais.

Como estimular a fala nesta fase:

Neste momento, a melhor maneira de estimular a fala do bebê é conversando com ele. Converse, leia histórias, cante, enfim, se comunique com o seu pequeno. Além disso, é importante responder de forma entusiasmada aos sons e sorrisos do seu bebê. Também é importante ir nomeando os objetos para os quais seu bebê olha.

Por fim, repita sons que seu bebê emitir e espere até ele emitir outros sons e repita-os também. Desta maneira você ensina para seu bebê lições valiosas sobre tom e se revezar quando conversa com outra pessoa.

Sinais preocupantes:

Converse com seu pediatra, se seu bebê parece chorar por períodos muito longos e não se acalma de forma nenhuma. Também é válido falar com o médico se ao final destes três primeiros meses, seu bebê não tiver atingido os seguintes marcos de desenvolvimento:

  • Prestar atenção aos rostos e ao que está a sua volta;
  • Sorrir ao som da voz dos pais;
  • Sorrir como uma forma de se comunicar com os pais, ou seja, uma espécie de contato social;
  • Emitir sons quando falam com ele;
  • Imitar alguns sons e expressões faciais.

Dos 4 aos 7 meses

A gama de sons e expressões faciais do seu bebê continua a crescer, com muita risada e balbuciar. Seu bebê também está imitando sons, uma habilidade importante para aprender a conversar.

Entre os 4 e 7 meses, bebês passam a experimentar com os sons que consegue emitir com a boca. Seu pequeno irá passar ainda mais tempo balbuciando e aprendendo a imitar sons. E não se engane, estas são as primeiras tentativas do seu bebê de falar e ele deve ser encorajado pelos pais a fazer isso.

E se você prestar atenção, vai perceber que os sons emitidos pelo seu bebê ficam mais altos e baixos, como se ele estivesse fazendo uma pergunta ou dando uma declaração.

Como estimular a fala nesta fase:

Uma boa maneira de estimular a fala do seu bebê nesta fase é imitar os sons que ele faz. Imite os “bah” e “ah-goo” e depois fale palavras que possuam um som semelhante ao que seu bebê emitiu.

Converse com seu bebê e faça algumas pausas para que ele possa “responder” com seus balbucios. Faça perguntas para seu bebê e responda de forma entusiasmada para o som que ele emitir.

Introduza seu bebê para palavras simples que se aplicam ao dia a dia. Nomeie pessoas conhecidas, objetos e atividades. Bebês conseguem entender palavras muito antes de conseguir dizê-las.

Além disso, quando for falar com seu bebê, fale de forma mais lenta e dê ênfase para algumas palavras. Por exemplo: “Você quer o brinquedo? Este é o seu brinquedo”. Faça isso enquanto mostra o brinquedo para seu pequeno.

Sinais preocupantes

Aos sete meses de vida, você deve ficar preocupada se seu bebê não fizer as seguintes coisas:

  • Responder ao próprio nome;
  • Responder a sons fazendo seus próprios sons;
  • Imitar sons.

Dos 8 aos 12 meses

Nesta idade seu bebê está se preparando para de fato começar a falar as primeiras palavras. Assim, ele irá começar a balbuciar silabas, como “ga”, “ba”, “da”, etc. Nesta fase o bebê também pode dizer o seu primeiro mamãe ou papai, que provavelmente será algo como “mama” ou “papa”. E ao ver o quão animados os papais e mamães ficam com isso, os bebês logo vão começar a falar ainda mais.

Bebês também vão se comunicar bastante apontando para objetos e fazendo ‘sim’ ou ‘não’ com a cabeça.  No final do primeiro ano, seu bebê seguirá pedidos simples de você, como ‘dar tchauzinho’.

Como estimular a fala nesta fase:

Continue fazendo o que já realizava com seu pequeno, como conversar com ele, ler, responder aos seus sons, etc. Além disso, você pode usar o ato de apontar para fazer seu pequeno falar. Aponte para algum objeto e pergunte para seu bebê o que é.

Nomear objetos ao longo do dia reforça a mensagem de que tudo tem seu próprio nome. Do leite durante a manhã a um urso de pelúcia durante a noite, nomear objetos familiares ajudará o seu pequeno a aprender o que eles chamam e armazenar essas informações para o dia em que ele ou ela poder formar as palavras certas.

Sinais preocupantes

Até os 12 meses de vida é esperado que o bebê:

  • Responda a um ‘não’;
  • Obedeça comandos simples;
  • Use gestos simples, como apontar para um objeto e fazer ‘não’ com a cabeça;

Por fim, saiba que é esperado que o bebê diga as primeiras palavras entre 10 e 15 meses.

Fonte consultada:

Kidshealth

Encontrou algum erro? Entre em contato

Veja mais

Karina Bacchi e Enrico

Comentários





Veja mais