Veja qual o único brinquedo que príncipe William e Kate PROÍBEM os filhos de brincar

Por: Bruna Romanini

Foto: Reprodução/ Instagram

Brinquedos muito tecnológicos não passam perto do príncipe George e da princesa Charlotte

Uma reportagem publicada na revista Us Weekly revelou que existe um tipo de brinquedo que o príncipe William e a duquesa Kate Middleton não deixam seus filhos George e Charlotte brincarem. Tratam-se dos brinquedos muito tecnológicos, especialmente Ipads.

William e Kate preferem que os filhos tenham mais brincadeiras ao ar livre e com brinquedos clássicos e que estimulem a imaginação. “Como duas pessoas que cresceram sem essas tecnologias, William e Kate acreditam que o melhor para uma criança são brincadeiras ao ar livre e brinquedos não tecnológicos e que estimulem a imaginação”, contou uma pessoa ligada à família real em entrevista à Us Weekly.


Cadastre-se

Tecnologias, melhor evitar

A Academia Americana de Pediatria (AAP) também tem um posicionamento semelhante ao da família real quando o assunto é expor o bebê a brinquedos tecnológicos, Ipad, celulares e outras telas.

De acordo com a AAP, as últimas pesquisas têm apontado que expor o bebê a muita televisão, celular, entre outras telas e brinquedos tecnológicos, contribui para o atraso da fala, faz com que no futuro a criança tenha maior dificuldade de alfabetização e também tenha problemas de memória. Até mesmo o sono e a capacidade de prestar atenção podem ser afetados por muito tempo com brinquedos tecnológicos e outras telas.

Os pediatras da AAP resumiram a questão com o seguinte exemplo: “Se você é o que você come. Então, o seu cérebro é o que você vivencia, e a televisão e o celular e outras tecnologias seriam como ‘fast food’ para o cérebro do bebê.

O problema não está somente na atividade assistir televisão ou brincar com o celular ou tablet, o problema está também no que o bebê deixa de fazer quando está vendo televisão ou brincando com brinquedos tecnológicos. Isto porque é essencial para o bom desenvolvimento do bebê que ele interaja o máximo possível com pessoas e não com telas.

E se não for possível interagir com seu bebê. Saiba que ele aprende muito mais brincando sozinho com seus brinquedos do que assistindo televisão ou no celular.

Para se ter uma ideia, os pais falam cerca de 940 palavras por hora com um bebê quando a televisão está desligada, mas se a televisão estiver ligada, mesmo que ninguém esteja assistindo, o número de palavras cai para 770! E menos palavras trocadas com o bebê significam menos aprendizado.

Por isso tudo isso, lembre-se: nada de televisão, Ipad, celular e brinquedos tecnológicos para bebês menores de 2 anos. E mesmo após os dois anos, a orientação da AAP é que os pequenos vejam apenas uma hora de televisão por dia até os cinco anos de vida.

Veja mais

Deixe uma resposta

Comentários