Karina Bacchi revela o que está tomando pra aumentar inteligência do seu bebê

Por: Bruna Romanini



Foto : Reprodução/ Instagram

Grávida, Karina Bacchi está tomando suplementos de DHA na gestação, saiba mais sobre o assunto

A atriz Karina Bacchi contou em suas redes sociais que durante a gestação tem tomado suplementos de DHA. O DHA é uma variedade da gordura poli-insaturada Ômega 3.

Este nutriente pode ser encontrado em alimentos como peixes de água fria, salmão. E já se sabe que ele proporciona benefícios para o bebê quando ingerido na gestação. Porém, há dúvidas sobre ingerir suplementos de DHA  realmente é indicado.

Cadastre-se

Veja a seguir o que Karina Bacchi falou sobre seu consumo de DHA e depois veja o que os médicos dizem sobre o assunto:

“Se estiver gestante consulte sua médica antes ok? Entre os diversos nutrientes que a gestante deve ingerir durante a gravidez, como o cálcio e o ferro, com benefícios comprovados tanto para a saúde da mãe, quanto para o desenvolvimento do bebê, o DHA (ácido docosahexaenoico) vem ganhando destaque. DHA e gestação :

A dieta materna é extremamente importante para o desenvolvimento cognitivo dos bebês, uma vez que é a única fonte de ácidos graxos, responsáveis pela formação do cérebro e dos olhos. ‘O acúmulo desta gordura se dá principalmente no último trimestre da gravidez, e, portanto, durante esta fase, as futuras mamães devem ficar ainda mais atentas à alimentação’.

O consumo de DHA neste período é essencial na formação de todas as membranas celulares do sistema nervoso central, ajuda a prolongar gestações de alto risco, aumentar o peso do recém-nascido, comprimento e circunferência da cabeça ao nascimento, além de zelar da acuidade visual, coordenação mãos-olhos, atenção, resolução de problemas e processamento de informações.

DHA na gestação e a visão dos especialistas

De fato existem benefícios do consumo do DHA na gravidez que já foram comprovados. Um estudo realizado pelo Centro Médico da Universidade do Kansas, nos Estados Unidos, revelou que o ácido graxo ajuda as mulheres a terem bebês mais fortes e a reduzir a incidência de partos prematuros. Além disso, outras pesquisas apontam que o consumo do ômega 3 no último trimestre de gestação e nos primeiros meses de aleitamento aumenta o QI dos bebês.

Porém, a orientação dos médicos é que o DHA seja consumido pelas gestantes por meio da alimentação. Este nutriente pode ser adquirido ao comer peixes de água na gestação, cerca de duas a três vezes por semana. Saiba quais os peixes indicados aqui. Oleaginosas também possuem boas quantidades deste nutriente, como castanhas.

O suplemento de DHA só deve ser ingerido quando a gestante não consegue obtê-lo por meio da alimentação. E também só pode ser ingerido após orientação médica. Um estudo em fase inicial realizado com ratos por estudiosos da Medical College of Georgia, dos Estados Unidos, e do Agharkar Research Institute, da Índia, observou que fetos e filhotes eram sensíveis ao excesso de ômega 3 e que isto afetou de maneira negativa o desenvolvimento do cérebro dos animais.

Fonte consultada:

Nutróloga Tamara Mazaracki

Veja mais

Comentários





Veja mais