“Salvei a vida do meu bebê com 36 semanas porque prestei atenção a 1 sinal”