Caso do bebê arrancado da barriga da mãe tem reviravolta chocante

Por: Bruna Romanini

Foto: Reprodução Instagram – O hospital onde este bebê está internado está sendo investigado

O hospital em que o bebê está internado agora está sendo investigado pela polícia, entenda

A história do bebê que foi arrancado da barriga de sua mãe está comovendo o mundo. Trata-se do triste caso da mãe Marlen Ochoa-Lopez de 19 anos que foi morta e depois teve seu filho arrancado de sua barriga aos nove meses de gestação.

Quem cometeu o crime foi Clarisa Figueroa, 46 anos. Após cometer este crime, Clarisa chamou uma ambulância porque o estado de saúde do pequeno era péssimo devido ao parto traumático.

Para os socorristas e a equipe do hospital Clarisa alegou que o pequeno era seu filho e que ela havia tido um parto em casa. A terrível verdade só veio à tona três semanas depois, quando uma denúncia anônima fez os policiais descobrirem a verdade e possibilitou que o pai do pequeno e marido de Marlen, Yovany Lopez, conhecesse seu filho no último domingo (19/05). Clarisa está presa.

Mas agora a polícia revelou que este triste caso teve mais uma reviravolta. A polícia anunciou que está investigando o hospital Advocate Christ Medical Center onde o pequeno está internado desde seu traumático nascimento.

Isto porque foi descoberto que assim que chegou no hospital, não só o recém-nascido, como também Clarisa foram examinados por médicos. E os médicos constataram desde o início que Clarisa NÃO havia dado à luz ao recém-nascido que alegava ser seu filho. Ou seja, desde o início a equipe do hospital sabia que aquele recém-nascido não era filho de Clarisa.

Mesmo diante desta constatação ninguém da equipe médica relatou este fato aos policiais, que como dito, só vieram a saber a verdade três semanas depois por meio de uma denúncia anônima. Os médicos e enfermeiras também deixaram que Clarisa ficasse com o recém-nascido na UTI.

Os policiais investigam se o hospital violou a lei que obriga profissionais de saúde a comunicarem a polícia quando acreditam que uma criança está em risco.

Foto: Reprodução Instagram – Os médicos deixaram que Clarisa ficasse com o bebê, na imagem ela aparece ao lado do pequeno na UTI

Comentários



Veja mais