Com 36 semanas, mãe perde bebê saudável e 1 exame teria evitado

Por: Bruna Romanini

Foto: Reprodução DailyMail

A mãe perdeu seu bebê com 36 semanas de gravidez, pois não sabia que era portadora da mutação fator V de Leiden

A mãe australiana Brooke Campbell decidiu falar sobre sua triste perda para tentar evitar que isto ocorra com outras gestantes. Brooke perdeu seu bebê Darcy com 36 semanas de gestação no dia 28 de agosto.

Brooke estava em casa quando começou a perder muito sangue e correu para o hospital. Ela perdeu mais de 1.7 litro de sangue. E quando os médicos foram checar o bebê, seu coraçãozinho não estava mais batendo. “Eu olhei para o ultrassom e vi só o corpinho sem vida do meu bebê. Jamais vou me esquecer deste momento terrível. Não há palavras para descrever o que senti”, disse Brooke em entrevista ao jornal britânico DailyMail.

Links Patrocinados

Até esta tragédia, o bebê de Brooke estava muito saudável e tudo corria bem na gestação. A causa da morte do bebê foi uma hemorragia que a mãe sofreu devido a um descolamento de placenta, quando a placenta de desprende da parede interna do útero. “Quando a placenta se desprendeu, meu entrou em parada cardíaca e acabou falecendo devido à falta de oxigênio”, contou Brooke.

Após descobrir que seu bebê estava morto, Brooke precisou passar por outro momento terrível: dar à luz a um bebê que ela sabia que já estava morto. “Foi algo muito cruel, mas infelizmente não teve jeito, eu precisei passar por isso. Darcy nasceu pesando 3.3 kg e com 53 cm e era perfeito, igualzinho ao meu filho mais velho, eu não podia acreditar que ele estava morto”, desabafou Brooke.

Links Patrocinados

Após esta terrível perda, Brooke descobriu que a morte de seu bebê poderia ter sido evitada com um simples exame de sangue na gestação. Este exame detecta se a pessoa é portadora da mutação do Fator V de Leiden, algo que afeta uma em casa 20 a 25 pessoas. E isto fez com que ela sofresse o descolamento de placenta. “Se o médico tivesse me mandado fazer este exame na gravidez, eu não teria perdido meu lindo bebê. O teste informa se você tem a mutação e se você tiver, pode tomar injeções na gravidez para evitar o descolamento de placenta”, contou Brooke.

Brooke decidiu contar sua história para que outas gestantes saibam sobre este exame. “As mulheres precisam conhecer este exame, caso contrário, elas podem colocar a vida de seus bebês em risco sem saber”, conclui Brooke.

Veja mais

mayra cardi barriga diminuiu
impressão 3D para grávidas

Comentários

Links Patrocinados