Conheça a creche especial para bebês de garotas de programa

Conheça a creche especial para bebês de garotas de programa

Conheça a creche especial para os bebês de garotas de programa

Saiba mais sobre a creche especial para os bebês das garotas de programa

As creches para estes bebês e crianças funcionam a noite e ficam próximas de bordéis

A iniciativa de uma ONG está ajudando dezenas de bebês ao redor do mundo. A ONG chamada Saving Moses (Salvando Moises) está criando creches para os filhos das garotas de programa de países em desenvolvimento.

Sarah Bowling, fundadora ONG, teve a ideia de criar estas creches quando soube que muitas destas garotas de programa não tinham com quem deixar os filhos e que diversas vezes estas crianças acabavam ficando no quarto enquanto as mães atendiam os clientes. “Todo mundo sabe da indústria do sexo. É uma indústria bilionária! Mas ninguém pensa nas crianças que nascem como resultado dela, especialmente nos países em desenvolvimento”, afirmou Sarah em entrevista para o portal norte-americano Yahoo.

A primeira creche da ONG foi feita em 2014 no Camboja e atualmente existem seis creches em dois países em desenvolvimento. Cada creche recebe cerca de 30 crianças. As creches funcionam a noite e próximas aos bordéis.

Nestas creches, os pequenos têm um local seguro para dormir. Além disso, eles recebem refeições nutritivas, banho e roupas limpas. As mães ainda recebem orientações sobre cuidados importantes com seus filhos.

Uma das mães que deixa a filha em uma das creches falou sobre os benefícios do local para sua pequena. “Você ouve tantas histórias horríveis por ai envolvendo crianças e eu tinha medo e não confiava em ninguém para deixar minha filha. Quando eu soube da creche e passei a deixá-la lá, ela começou a aprender e se desenvolver tanto! Ela está muito melhor agora!”, relatou uma das mães. A ONG pretende abrir duas novas creches este ano.

Um dos bebês na creche especial para os filhos de garotas de programa

Um dos bebês em uma das creches para filhos de garotas de programa

Comentários